Page Nav

HIDE

Intervenção no DF não deve ser prorrogada, aponta Flávio Dino

  Nesta sexta-feira (13), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, apontou que o decreto de intervenção federal na segurança ...

 

Nesta sexta-feira (13), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, apontou que o decreto de intervenção federal na segurança do Distrito Federal (DF) não deve ser prorrogado. De acordo com ele, a ideia do governo é manter a medida apenas até o dia 31 de janeiro, prazo previsto no texto.

Durante entrevista coletiva no Supremo Tribunal Federal (STF), Dino afirmou que a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva está discutindo a medida com a governadora em exercício do DF, Celina Leão.

– Estamos conversando com a Celina no sentido de negociar para que o DF assuma suas atribuições o quanto antes. Houve um esgotamento do modelo em que a União financia e o DF cumpre. Esse modelo fracassou. Isso será discutido mais pra frente. Agora, assim que Celina assumir suas funções, a segurança pública será retomada. Como diz a Constituição, a intervenção é para restabelecer a ordem pública. Quando isso ocorrer, não tem porque manter – apontou.

O decreto foi assinado por Lula após os protestos realizadas no último domingo (8), quando manifestantes entraram nos prédios dos três poderes destruíram os locais.

Por: Pleno.News