Page Nav

HIDE

Mourão nega que vá passar a faixa a Lula: ‘Não sou presidente’

  O senador eleito e vice-presidente da República, Mourão  (Republicanos), rejeitou assumir a entrega da faixa presidencial ao presidente el...

 

O senador eleito e vice-presidente da República, Mourão (Republicanos), rejeitou assumir a entrega da faixa presidencial ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), diante da possibilidade de o presidente Bolsonaro (PL) se recusar a fazer esse gesto. Segundo o general da reserva, a passagem do adereço “é do presidente que sai para o presidente que entra”

– Não adianta dizer que eu vou passar. Eu não sou o presidente. Eu não posso botar aquela faixa, tirar e entregar. Então, se é para dobrar, bonitinho, e entregar para o Lula, qualquer um pode ir ali e entregar – afirmou, em entrevista ao Valor Econômico.

Na mesma entrevista, Mourão disse ainda que seria “um grande gesto” de Bolsonaro passar a faixa para o petista.

– Acho que seria um grande gesto. Sou um grande fã do Winston Churchill. Tem um aforismo dele que diz que, na guerra, você tem de ter determinação, na vitória tem que ser magnânimo e na derrota, tem que ser altivo e desafiador. Acho que seria um gesto de altivez e de desafio: “Toma aí, te vira agora aí, meu irmão. Te vejo em 2026” – pontuou.

O atual vice-presidente ainda ressaltou que, em sua opinião, a “Suprema Corte avançou além dos limites da cadeira dela, com decisões que não estão de acordo com o devido processo legal” e que “é hora de haver uma conversa”.

– Tem que haver um momento em que nossos ministros entendam que estão ultrapassando. Esse inquérito das fake news vem desde 2020, não tem prazo, não tem objeto, o Alexandre de Moraes é investigador, denunciador, juiz, é o ofendido. Isso não está correto. É hora de haver uma conversa, e o Senado, que é a Casa que tem a responsabilidade, colocar um freio nisso aí – completou.

*Com informações AE