Page Nav

HIDE

Globo proíbe PT de usar fala de Bonner na campanha de Lula

  A Rede Globo demonstrou insatisfação após a campanha do ex-presidente Lula (PT) usar uma fala do jornalista William Bonner em propaganda e...

 

A Rede Globo demonstrou insatisfação após a campanha do ex-presidente Lula (PT) usar uma fala do jornalista William Bonner em propaganda eleitoral para tentar desassociar a imagem do petista a casos de corrupção. A emissora pediu para que o vídeo seja removido do ar, levando a sigla a excluir a peça publicitária na noite desta segunda-feira (29).

No vídeo em questão, Bonner aparece dizendo, na sabatina realizada com o ex-presidente na última quinta-feira (25), que Lula “não deve nada à Justiça”. Entretanto, a sigla cortou a parte em que o apresentador, na sequência, diz que houve corrupção na Petrobras, e, que “segundo a Justiça, com pagamentos a executivos da empresa, a políticos de partidos, como o PT, como o então PMDB e o PP”.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, o vídeo foi reproduzido cerca de 2,4 milhões de vezes no YouTube. Além disso, ele se encontrava na página oficial de Lula e já somava mais de 1 milhão de visualizações.

Em tese, a veiculação de trecho da sabatina seria permitida pela Globo, pois a emissora fez um acordo com os quatro presidenciáveis que passaram pelo Jornal Nacional autorizando o uso de trechos da entrevista em propagandas eleitorais. Contudo, a emissora afirma que não esperava que houvesse edição da fala de Bonner.

– Na era das redes sociais, tudo o que vai ao ar é usado, sem possibilidade de controle. Diante disso, a pedido de todos os partidos, a Globo preferiu autorizar o uso, desde que fossem 30% do total da entrevista. Uma autorização de boa-fé, na suposição de que não haveria edição. Procurado pela Globo, o PT informou que a peça será retirada do ar – declarou a Globo por meio de nota enviada à Folha de S.Paulo.