Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Fiscalização do toque de recolher segue com ações reforçadas

Em cumprimento ao decreto que suspende a circulação de pessoas das 22h às 5h – exceto em situações como deslocamento para hospitais –, a for...





Em cumprimento ao decreto que suspende a circulação de pessoas das 22h às 5h – exceto em situações como deslocamento para hospitais –, a força-tarefa do Governo do Distrito Federal (GDF), na segunda-feira (22), efetuou 15.693 vistorias a estabelecimentos comerciais. Foram 390 abordagens, 11 multas aplicadas e 24 interdições por descumprimento dos decretos de combate à covid-19.

A ação é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e reúne as  polícias Militar (PMDF) e Civil Civil (PCDF), além de Detran, Corpo de Bombeiros (CBMDF), Vigilância Sanitária, Brasília Ambiental, Procon e as secretarias DF Legal, de Mobilidade (Semob), de Agricultura (Seagri) e de Economia (Seec).

Foram vistoriados e 547 quiosques, com 45 abordados, além da retirada de 235 ambulantes. Quatro pessoas foram multadas por descumprirem o toque de recolher, mas ninguém estava sem máscara.

Abordagens

As abordagens resultam da ação integrada entre a DF Legal – responsável pela coordenação situacional – e a Polícia Militar, que dá o apoio necessário para que a ação ocorra com segurança. Os dois órgãos se dividem em 16 frentes de trabalho por turno – das 8h às 13h, das 13h às 18h e entre as 20h e as 4h. Desta forma, todas as regiões administrativas são supervisionadas pelas equipes.

De acordo com o chefe do Departamento Operacional (DOP), da PMDF, coronel Hemerson Rodrigues, a ação conjunta tem sido essencial para a fiscalização das medidas. “Estamos atuando de forma integrada”, destaca. “Diariamente as equipes dos dois órgãos reúnem-se nos batalhões da PMDF para dar início à ação. Atuamos de forma a dar segurança para que os fiscais da DF Legal realizem as vistorias com tranquilidade”.

O Corpo de Bombeiros, por sua vez, realizou 21 operações. Os militares precisaram acionar o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob) por conta de uma aglomeração no Setor de Oficinas de Ceilândia após as 22h – horário limite de permanência da população nas ruas, de acordo com o decreto.

As ações ocorreram ainda em Planaltina, Asa Sul e Norte, Sobradinho, Águas Claras, Brazlândia, Sudoeste, Núcleo Bandeirante, Ceilândia Centro, Candangolândia, Taguatinga, São Sebastião, Samambaia, SIA, Vila Planalto, Lago Norte e Gama.

Bloqueios no trânsito

Por meio do Comando de Polícia de Trânsito (Cptran), a PMDF montou pontos de bloqueio na via Estrutural, em Brazlândia, Samambaia, Planaltina e Lago Sul. Os militares fizeram 249 abordagens a veículos.

 O Detran, por sua vez, abordou 200 condutores – três deles flagrados alcoolizados e dois inabilitados. Seis veículos foram removidos ao depósito. As equipes de fiscalização montaram pontos de bloqueio e fizeram patrulhamento em Santa Maria, Plano Piloto, Paranoá e Ceilândia.

Os profissionais estão orientados a fiscalizar o funcionamento de estabelecimentos comerciais que também tiveram as atividades suspensas, independentemente do horário estabelecido pelo decreto que orienta a não movimentação de pessoas no período noturno.

Desde a última semana, houve um aumento nas ações da PCDF. As delegacias especializadas – 12 no total – também passaram a integrar a força-tarefa. Mais 50 agentes estão reforçando as ações.

*Com informações da SSP

Nenhum comentário

Publicidade rodapé