Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Professora substituta é presa por se masturbar na frente de alunos

A professora substituta Amelia Ressler, de 30 anos, foi presa na sexta-feira (5) no condado de Carroll, no estado norte-americano de Marylan...






A professora substituta Amelia Ressler, de 30 anos, foi presa na sexta-feira (5) no condado de Carroll, no estado norte-americano de Maryland, após ser acusada de ter se masturbado na frente de alunos da segunda série da educação primária, informou a NBC News.

Colegas de trabalho da professora da Mt. Zion Elementary School relataram que ela teria praticado “atos indecentes e imorais na presença de crianças em idade escolar”, de acordo com o gabinete do xerife do condado de Carroll.

As autoridades ficaram sabendo do incidente por meio de um vídeo que a própria professora substituta teria gravado se masturbando em uma mesa na escola. A filmagem circulou na internet, até que uma pessoa da instituição de ensino fez uma denúncia.

“É preocupante. É isso que é”, declarou Ashley Hulsey, porta-voz do gabinete do xerife do condado de Carroll, segundo a CBS 46. “Onde ela estava sentada [na mesa], não era como se fosse uma mesa fechada e não se pudesse olhar para cima e ver visualmente o que ela estava fazendo naquele momento.”

Em uma publicação no Facebook, o gabinete do xerife agradeceu “a dedicação que as escolas do condado têm para a segurança de seus alunos, conforme elas trabalham diligentemente para se comunicar com todos os pais dos alunos afetados”.

As 19 crianças que estavam em sala de aula quando o crime teria ocorrido foram convocadas para testemunhar sobre o caso, segundo Hulsey.

A penalidade para a professora pode variar conforme os depoimentos das crianças, mas Amelia irá responder por 19 acusações de abuso sexual infantil e está atualmente presa sob custódia até julgamento, de acordo com o gabinete do xerife de Carroll.

Por Terra Brasil 

10 comentários

  1. Se os professores do Brasil não tivessem blindagem do Ministério Público estadual, tomado por promotores esquerdistas, nós ficaríamos sabendo de coisas muito piores aqui no Brasil.
    Há relatos de alunos, de casos en que professores seduzem alunas menores de idade corriqueiramente..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse uma professora bolsominio seria normal no Brasil MISERICÓRDIA

      Excluir
    2. Ao contrário, basta olhar para as putistas o que fazem em manifestações nas ruas para perceber do que são capazes de fazer em sala de aula.

      Excluir
    3. Isso é nada comparado ao que acontece nas escolas brasileira. O que tem de professores pedófilos acobertados da esquerda não tá escrito.

      Excluir
  2. É isso que a esquerda maldita ensina para as nossas crianças e jovens.

    ResponderExcluir
  3. Gente todo uma vida o professor sempre foi respeitado nos outros governos não existiam esse preconceito de direita e esquerda esses rótulos foram criados pelo maliguino que representa Bolsonaro. Temos que respeitarmos os professores do nosso Brasil se não fossem eles o que seriam dos nossos filhos. E que cada um pague pelos seus atos. Agora destratar professor? Isso não existe. Respeitem as classes trabalhadoras.

    ResponderExcluir
  4. Respeitar classe?? Karl Marx aqui não. Nossa educação e pior do mundo e não merece piedade de ninguém.

    ResponderExcluir
  5. Respeitar classe?? Karl Marx aqui não. Nossa educação e pior do mundo e não merece piedade de ninguém.

    ResponderExcluir

Publicidade rodapé