Page Nav

HIDE

Sapo ataca e engole jararaca inteira; confira o vídeo

  O sapo-cururu, do gênero  Rhinella , é bastante comum na América do Sul, especialmente no Brasil. Estes sapos são onívoros e podem se alim...

 

O sapo-cururu, do gênero Rhinella, é bastante comum na América do Sul, especialmente no Brasil. Estes sapos são onívoros e podem se alimentar de outros anfíbios, répteis e até pequenas aves. Contudo, um vídeo do momento em que um sapo-cururu engole uma jararaca inteira chocou alguns internautas nesta semana.

O vídeo publicado no canal Área Selvagem mostra o momento em que um sapo-cururu dá um bote certeiro na cabeça de uma pequena jararaca no seu caminho. Logo em seguida o anfíbio engole a jararaca inteira, ainda se debatendo

O que é o sapo-cururu?

Sapo-cururu ou sapo-boi é um termo geral que define, como dito, centenas de espécies do gênero Rhinella. Esses sapos vivem em praticamente toda a América do Sul e em partes da América Central. Algumas espécies ainda habitam a Austrália e certas ilhas do Pacífico.

Imagem: kathydetweiler / Pixabay

Ambos o sapo-boi e a jararaca são venenosos. Contudo, a serpente é muito mais perigosa do que seu predador incomum mostrado neste vídeo. Estima-se que mais de 80% dos acidentes causados por picadas de serpentes são causados por essas cobras, em alguns estados brasileiros.

Uma picada de jararaca, caso não tratada rapidamente com o soro antiofídico, irá causar necrose dos tecidos ao redor da mordida e hemorragia.

Já os sapos-boi possuem glândulas de veneno, mas não conseguem injetar a toxina por meio de picadas. Na verdade a toxina se libera quando o bicho sofre algum estresse, como uma mordida. O veneno então se espalha pela pele do animal e pode matar o predador que tente comê-lo ou que tenha contato com sua pele.

Vale lembrar que o sapo não espirra o veneno, como se acredita popularmente. Contanto que não haja manipulação do animal, os riscos são baixos.

Por: Socientífica 

Confira o registro no vídeo, a partir de 1 minuto e 30 segundos