Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Bolsonaro promete dar “voadora no pescoço” de quem praticar corrupção

Em conversa com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reafirmou, nesta quarta-feira (14/10...



Em conversa com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reafirmou, nesta quarta-feira (14/10), que “não há corrupção” no governo. O chefe do Executivo chegou a dizer que daria “uma voadora no pescoço” de quem cometesse irregularidades durante a atual gestão.


“No meu governo não tem [corrupção], porque botamos gente comprometida com a honestidade e com o futuro do Brasil. Se acontecer alguma coisa, a gente bota para correr, dá uma voadora no pescoço. Mas não acredito que haja [corrupção] no meu governo”, disse a um dos apoiadores.

O mandatário voltou a conversar com os apoiadores sobre a ação da Operação Lava Jato. Recentemente, Bolsonaro disse ter “acabado” com a força-tarefa.

Ainda durante o encontro, ao ser questionado sobre quando acabaria com a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra o novo coronavírus, o presidente criticou a Organização Mundial da Saúde (OMS).


“Todas aquelas acusações contra mim foram por terra. Acabaram com os empregos, aí sobe o preço do arroz. Fica em casa, pô [sic]. Estão pagando o preço, querem botar a culpa em mim?”, questionou o mandatário, ao lembrar que vetou o uso do equipamento de proteção individual, mas foi derrotado no Congresso.

Outro assunto na pauta dos eleitores do governo foram as disputas municipais deste ano. Ao eleitorado, Bolsonaro disse para “não votar no PT”.

“Parece que o pessoal quer regredir, voltar ao passado. É só olhar a Venezuela, a Argentina. Valorize seu voto, desconheço os candidatos, mas jamais voltaria o candidato do PT”, disse.

Por Metrópoles

Nenhum comentário

Publicidade rodapé