Page Nav

HIDE

Saiba quais foram as últimas palavras de cunhada de cabeleireira para o namorado

  Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal,  o namorado de Gabriela Belchior ( foto em destaque ), uma das oito pessoas de uma mesm...

 

Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal, o namorado de Gabriela Belchior (foto em destaque), uma das oito pessoas de uma mesma família que estão desaparecidas, disse que a jovem havia se comunicado com ele pela última vez em 2 de janeiro, informando que ela e a família precisavam “fugir”.

Conforme relatado pelo rapaz, que disse manter relacionamento com a irmã de Thiago há dois anos, o comportamento de Gabriela estava “diferente” e “estranho” desde 28 de dezembro, quando ela teria dito ter “precisado viajar de emergência, pois o pai faria alguns exames”.

Desconfiado da história contada por Gabriela, o namorado, então, teria checado um aplicativo de localização, que divide com a companheira, e verificado que o celular dela estava a pouco mais de 37 km de distância. Ou seja, ainda próximo à chácara da família, no Distrito Federal. Sentindo que algo poderia estar errado, o rapaz mandou prints para Gabriela por mensagens e passou a confrontá-la.

Segundo o declarado, Gabriela, vencida pelo cansaço, teria, enfim, dito que um “processo relacionado a um trator do pai dela” – Marcos Antônio – teve “problemas” e que, por esse motivo, a família precisou fugir. Essa foi a última vez em que o jovem conversou com a namorada.

À polícia o rapaz contou, ainda, que, nesse meio-tempo, tentou conversar com Renata Belchior, mãe de Gabriela, e a sogra teria confirmado a história da filha sobre o trator. De acordo com Renata, um amigo de Marcos teria ligado para ele informando que policiais estariam atrás da família, inclusive com fotos deles e do carro da filha. Após o contato, porém, Renata também desapareceu.

Preocupado, ele resolveu ir atrás de Thiago, irmão da namorada, que informou não saber de nada. Porém, tempos depois, conforme relatou à polícia, Thiago teria mandado mensagem a ele perguntando sobre os documentos de Renata – que teriam ficado com o rapaz na noite de Natal – e pedido que os entregasse no Plano Piloto (DF).

Nesse momento, segundo o jovem, Thiago teria encaminhado toda a conversa dos dois, sem querer, para o namorado da irmã. Ao perceber o erro, o marido da cabeleireira Elizamar imediatamente apagou. O último contato dos dois, portanto, ocorreu na quarta-feira (11/1), quando o rapaz pediu a localização da casa de Thiago para entregar os documentos da sogra, e recebeu como resposta o endereço da casa em Santa Maria.

Apesar de ter combinado a entrega, o rapaz apenas conseguiria fazê-la no sábado (14/1). Na ocasião, mandou outra mensagem ao cunhado informando que iria à casa da namorada para deixar os documentos da mãe dela. Contudo, não foi mais respondido. Mesmo assim, resolveu encaminhar-se ao local, onde encontrou Ivonilson da Silva, filho de Elizamar, que, por sua vez, procurava a cabeleireira.

Conforme relatado pelo namorado de Gabriela, no local não havia carros, mas colchões estavam posicionados contra as janelas da casa. Após um tempo no endereço, ambos os jovens foram embora.

Tempos depois, o rapaz ficou sabendo, pela imprensa, que o carro da namorada havia sido encontrado em Minas Gerais, com corpos carbonizados dentro. Nesse momento, segundo ele, procurou a delegacia para prestar depoimento.

Crédito: Metrópoles