Page Nav

HIDE

CLDF: Iolando decide compor e tira candidatura a presidente

                                           Material cedido ao Metrópoles O deputado distrital Iolando   (MDB) desistiu da candidatura a pres...

 

                                         Material cedido ao Metrópoles


O deputado distrital Iolando (MDB) desistiu da candidatura a presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), nesta segunda-feira (20/12).


Uma reunião entre os parlamentares do MDB (foto em destaque) consolidou a campanha em torno de Wellington Luiz (MDB), que agora é o único candidato a presidente da Casa.

O presidente do MDB-DF e da CLDF, Rafael Prudente, reuniu os parlamentares do partido e fechou apoio de todos a Wellington

O presidente do MDB-DF e da CLDF, deputado federal eleito Rafael Prudente (MDB), disse à coluna que “o partido está coeso e apoiando a candidatura do Wellington Luiz”. “Por isso, Wellington é o próximo presidente da Câmara”, afirmou.
Iolando também confirmou à coluna que abriu mão da candidatura e apoiará o colega emedebista.
“Estou no mandato, fui o mais votado do partido, tenho um bom relacionamento com a Câmara e estou na primeira secretaria há 4 anos, o que me qualificava para me candidatar. 
O Wellington se programou melhor e fez uma composição da esquerda que favoreceu ele muito bem. 
Agora, diante de todas as possibilidades do trabalho, não havia mais meio de prosseguir com a campanha. 
Conversei com todo o grupo, decidimos recuar para o bem da nova gestão da Câmara e auxílio ao governador Ibaneis”, afirmou Iolando.
O deputado distrital disse que não exigiu nenhum cargo para ele próprio em troca do apoio. Mas Iolando pediu para Wellington destinar espaços coerentes aos parlamentares que apoiavam a candidatura dele: Jaqueline Silva (Agir), Jane Klébia (Agir), Rogério Morro da Cruz (PMN), Jorge Vianna (PSD), Robério Negreiros (PSD), João Cardoso (Avante), Pepa (PP) e Daniel Donizet (PL).
“A nossa proposta é de que o Wellington converse com esses deputados e tente compor eles dentro das posições que acharem importantes, levando em conta a bandeira de cada um”, afirmou.

Metrópoles