Page Nav

HIDE

Homem filmado agredindo mulher em bar do DF é sargento da PMDF

  O homem que agrediu uma jovem de 27 anos na noite de sexta-feira (23/9) em um bar de Samambaia é o segundo sargento da Polícia Militar do ...

 

O homem que agrediu uma jovem de 27 anos na noite de sexta-feira (23/9) em um bar de Samambaia é o segundo sargento da Polícia Militar do DF David Ricardo Lima Nunes, 41 anos. O praça que bateu e puxou os cabelos da mulher chegou a ser levado à delegacia após a briga, mas preferiu não se pronunciar. Ele responderá às acusações em liberdade.

“Perguntado sobre os fatos, ele informou que vai usar o direito de ficar em silêncio e falar somente em juízo, quando for acionado. O autor se comprometeu a comparecer em juízo, quando for intimado para o feito”, informa o boletim de ocorrência. O caso é investigado pela 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia).

Briga generalizada em bar O casal Karolayne Santana e Hugo Kaczan, ambos de 27 anos, e uma amiga deles, foram ao bar Villa Butiquim, em Samambaia, para assistir ao jogo do Brasil e comemorar o aniversário de Hugo. No estabelecimento, um homem de camiseta cinza começou a assediar Karolayne.

“Pagamos a conta, e estávamos saindo do bar, quando um cara levantou da mesa e começou a mexer com ela. Falei que ela estava acompanhada, mas ele continuou. Dei dedo para ele e fui embora. Ele foi atrás de mim e falou: ‘Espera aí, vamos resolver’”, narra Hugo.

Depois de ser abordado pelo homem de camiseta cinza, o amigo dele, David Ricardo, que estava vestindo camiseta preta, desferiu um soco no rosto de Hugo. A esposa, que estava mais à frente, viu a confusão e tentou separar a briga. Neste momento, David a puxou pelos cabelos e a jogou com violência no chão.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que o policial desferiu o primeiro soco. Já uma gravação feita por uma cliente flagrou a violência promovida pelo policial militar. Nas redes sociais, Karolayne fez um desabafo: “Policial em serviço me assediou e me agrediu. Saí para comemorar um aniversário e se resumiu em uma cena de terror”, escreveu.

Veja as imagens da confusão:

A reportagem procurou a PMDF para confirmar se David Ricardo realmente estava de serviço no dia da confusão e para comentar se há apuração interna sobre a conduta do militar. A corporação afirmou que trabalha para a “total elucidação dos fatos”.

Veja a íntegra da nota da PMDF:

“A Polícia Militar trabalha diuturnamente, patrulhando as ruas e servindo a sociedade. A PMDF foi acionada para ocorrência e, em pronto atendimento, conduziu todos os envolvidos para a delegacia da área para apuração dos fatos. Vale salientar que as forças de segurança do DF trabalham de forma integrada e buscam sempre a resolução dos problemas de segurança, além da total elucidação dos fatos.”

O bar Villa Butiquim também emitiu nota, o estabelecimento afirma que repudia atos de violência e agressão, em especial contra a mulher e que vai continuar colaborando com as autoridades para elucidação do ocorrido.

Veja a íntegra da nota do estabelecimento:

“O Grupo Villa Butiquim vem a público informar que REPUDIA todo ato de violência e agressão, em especial o ato de violência contra mulher ocorrido em 23/09/22 em sua unidade localizada em Samambaia/DF. O caso é investigado pela Polícia. A violência contra mulher, em todas as suas formas, é inaceitável e deve ser reprimida. O Grupo Villa Butiquim informa que prestou e prestará todos os esclarecimentos às autoridades competentes e responsáveis pela apuração do caso.”

A reportagem tentou entrar em contato ainda com o PM David Ricardo Lima Nunes, mas até a última atualização dessa reportagem ele não havia atendido as ligações nem respondeu às mensagens deixadas no WhatsApp. O espaço segue aberto para eventuais manifestações.

O post Homem filmado agredindo mulher em bar do DF é sargento da PMDF apareceu primeiro em Metrópoles.