Page Nav

HIDE

Ludmilla pode ficar sem cachê por fazer “L” na Virada Cultural

  Uma das artistas presentes na Virada Cultural, em São Paulo, a cantora Ludmilla pode ficar sem seu cachê por ter feito o símbolo L com as ...

 

Uma das artistas presentes na Virada Cultural, em São Paulo, a cantora Ludmilla pode ficar sem seu cachê por ter feito o símbolo L com as mãos durante sua apresentação. O gesto desagradou o vereador Fernando Holiday (Novo), que decidiu acionar a Justiça para impedir que a Prefeitura de São Paulo pague R$ 222 mil à artista.

O episódio ocorreu neste domingo (29), quando Ludmilla pediu aos fãs que fizessem o gesto associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao final do show, a cantora ainda deixou o palco com o telão exibindo as cores branco e vermelho, associadas ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Na ação, Holiday pediu que o cachê não seja pago ou que seja restituído.

– O município promoveu com a cantora um evento cultural, que entretanto ficou marcado pela grande manifestação política em favorecimento de um pré-candidato. (…) O evento claramente “beneficiou pessoas determinadas”, uma vez que, a artista puxou a plateia para enaltecer o símbolo de um pré-candidato à presidência – disse na ação.

O vereador também chamou o evento de “showmício”.

– É inconcebível que o município promova um evento que ignore completamente a justificativa para sua realização e se torne um showmício, ignorando até mesmo a legislação eleitoral – apontou.

Por: Pleno.News