Page Nav

HIDE

Inusitado: Advogado de terno carrega ‘burro sem rabo’ pelas ruas e pede ajuda para a OAB

  O paulista Valmir Goslawski, 50 anos, diz apesar de pós-graduado, está sem emprego: “infelizmente esse advogado empurra uma carroça dignam...

 

O paulista Valmir Goslawski, 50 anos, diz apesar de pós-graduado, está sem emprego: “infelizmente esse advogado empurra uma carroça dignamente para sobreviver”.

“A carroça é simbólica. Foi um grito de desespero, um alarde. Sou advogado autônomo. Eu não tive a sorte de nascer em uma familia de abastados, sou o único formado da minha familia. Nunca tive oportunidade de militar na área. Eu me formei na Unipê, em 2005, fiz pós-graduação na PUC-Minas. Mando meu currículo há dez anos. Nunca me chamaram nem para tomar um café. Faço pequenos trabalho e demoro, às vezes, quatro anos para receber. Acho que o Brasil tem que olhar para a minha faixa etária. tenho 50 anos. Sou da geração de 1970. Nós enfrentamos anos de chumbo, muitas adversidades e temos muito a fazer. Não é justo sermos humilhados e recebidos apenas por robôs”, desabafa Valmir

Veja a postagem dele no Linkedin na íntegra: 

“Me sinto envergonhado com 50 anos de idade vir aqui expor a realidade, sou advogado tributário há mais de 15 anos! Olha para isso OAB !!!!Sou Pós graduado pela PUC e agora um inútil social , tenho coragem, força, conhecimento jurídico notório, plena capacidade física e mental, reputação ilibada, experiência profissional, mas infelizmente esse advogado que pertence aos seus quadros empurra uma carroça dignamente para sobreviver , pois não sou mais interessante para o mercado! Só posso lamentar … aos meus iguais ! Essa é a realidade da Advogacia Brasileira ! Que ainda tenho muito amor em exercer!” (SIC)