Page Nav

HIDE

TJ arquiva denúncia sobre vacinação irregular de Safadão e Thyane Dantas

  O TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará) decidiu trancar o inquérito na Polícia Civil que apura a possível vacinação irregular contra a covi...

 

O TJ-CE (Tribunal de Justiça do Ceará) decidiu trancar o inquérito na Polícia Civil que apura a possível vacinação irregular contra a covid-19 de Wesley Safadão, da mulher dele, Thyane Dantas, e da produtora Sabrina Alves.

"O Tribunal também suspendeu a tramitação de um procedimento investigatório criminal do Ministério Público do estado na investigação de suposto crime de infração de medida sanitária preventiva, prevista no artigo 268 do Código Penal", diz comunicado divulgado nesta quarta (2).

A Justiça no entanto, autorizou o MP cearense a prosseguir com a apuração da conduta dos servidores, que prevê o crime de peculato. O advogado Willer Tomaz, que representou Safadão no caso, afirmou que vai recorrer ao STJ (Superior Tribunal da Justiça).

Em novembro, uma decisão liminar suspendeu a investigação criminal contra Safadão junto ao MP até julgamento do mérito.
À época, Willer Tomaz emitiu nota afirmando que a acusação era mentirosa por tentar "incriminar um inocente por um fato que nem sequer configura crime".

Thyane Dantas era investigada por ter recebido a vacina contra a covid-19 sem estar na faixa etária determinada pela Prefeitura de Fortaleza em julho. Ela também não estava cadastrada para receber a vacina, prática utilizada no município para regulamentar a vacinação.

Na ocasião, a assessoria do casal afirmou que a dose de Thyane teria sido da "xepa", o que foi desmentido pela prefeitura.

Após a constatação, o MPCE (Ministério Público do Estado do Ceará) também abriu investigação sobre a imunização de Safadão por suspeita de que o cantor teria mudado o local em que sua vacinação estava agendada com intuito de escolher o imunizante.

Safadão e Sabrina estavam agendados para serem vacinados no dia 8 de julho no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação, o mesmo em que Thyane recebeu a vacina da Janssen.

Ambos prestaram depoimentos sobre a suposta vacinação irregular na Delegacia de Combate à Corrupção, em Fortaleza. Assim como Sabrina Tavares, o casal foi indiciado em setembro segundo confirmação da SSP-CE (Secretaria de Segurança Pública do Ceará).

POR FOLHAPRESS