Page Nav

HIDE

Marília Mendonça, mesmo morta, foi condenada a indenizar empresário

  A Rainha da Sofrência Marília Mendonça, morreu no dia 5 de novembro de 2021 em um trágico acidente de avião, em Minas Gerais, porém, mesmo...

 

A Rainha da Sofrência Marília Mendonça, morreu no dia 5 de novembro de 2021 em um trágico acidente de avião, em Minas Gerais, porém, mesmo após sua partida inesperada, a cantora foi condenada a indenizar o empresário Pedro Barbosa dos Santos, no valor de R$360 mil. A decisão da justiça veio após cinco anos depois do agente musical entrar com ação alegando “inutilidade das letras musicais”, depois que a loira vendeu seis canções para a dupla Mauro e Felipe.

Marília Mendonça supostamente negociou as mesmas seis canções com outros grandes nomes da música sertaneja, como Cléber e Cauã e Lucas Lucco. Com isso, o empresário Pedro Barbosa se sentiu prejudicado pelo erro da sertaneja e acabou acionando a justiça com um processo contra a cantora, que vendeu os singles para alguns artistas e comercializou com outros. Entretanto, a goiana apresentou uma apelação em relação ao processo e foi encaminhada para a instâncias superiores, porém acabou sendo negado.

A princípio, o processo protocolado solicitava uma indenização de R$300 mil por música, chegando a um total de R$1,8 milhão. Isso normalmente é utilizado neste tipo de caso, um valor exorbitante, para que então o juiz possa estabelecer uma quantia justa na sentença. Segundo informações, Marília Mendonça chegou a fazer uma proposta a Pedro Barbosa para escrever novas músicas à dupla Mauro e Felipe, porém ele rejeitou. Após chegarem em um acordo, a condenação passou a ser de R$60 mil por canção. A Rainha da Sofrência tem uma herança avaliada em R$500 milhões, deixada para seu filho Léo, fruto de seu relacionamento com o também cantor Murilo Huff.

Marília Mendonça tinha uma popularidade muito grande e, segundo as pesquisas Google, a cantora foi a busca mais procurada na ferramenta em 2021. A artista quebrou recordes e deixou um legado na área sertaneja. A compositora foi a mais ouvida no streaming de música Spotify.

Créditos: R7.