Page Nav

HIDE

Filha de médico de Bolsonaro desabafa, “meu pai nunca recebeu um real por ter tratado do Bolsonaro”

  Em mensagem enviada ao UOL nesta terça-feira (04), Beatriz Macedo Lopes, filha de Antônio Luiz Macedo, médico de Bolsonaro, desabafou sobr...

 

Em mensagem enviada ao UOL nesta terça-feira (04), Beatriz Macedo Lopes, filha de Antônio Luiz Macedo, médico de Bolsonaro, desabafou sobre ‘mentiras’ e ‘absurdos’ que estão falando sobre seu pai.

“Meu pai é o médico do Bolsonaro e estão mentindo e falando um monte de absurdo a respeito dele e isto é muito injusto. Votei no presidente, me decepcionei e não apoio mais, mas, independentemente de política, aprecio caráter e sei que você é bom caráter, então vou lhe escrever, porque é muito cruel mentirem”, diz ela em trecho da mensagem.

Macedo precisou interromper as férias nas Bahamas para vir ao Brasil às pressas cuidar de uma nova complicação intestinal no presidente da República. Ele acompanha Bolsonaro desde o atentado em 2018.

“Ele não descansa, trabalha direto a semana inteira. Viajou com o dinheiro dele, não do governo, nunca utilizou verba pública, nunca recebeu favor algum do governo”, escreveu Beatriz sobre o pai.

A filha de Macedo confirma que o pai viajou em avião do hospital Vila Nova Star. “É um cidadão sério que estava em Nassau, Bahamas, Caribe, e de lá não saem voos todos os dias, só às terças e quintas. Como era urgente, ele precisou sair na terça de lá, então o hospital em que ele trabalha enviou o avião para buscá-lo. Não foi avião da FAB, não foi avião pago pelo governo, nada disso.”

Ela acrescentou: “Aliás, meu pai nunca recebeu um real por ter tratado do Bolsonaro, jamais cobrou nada. O governo, nem ninguém, nunca pagou nada a ele”.

Ainda no desabafo encaminhado ao site, Beatriz diz que o pai “teve que voltar porque foi ele o cirurgião que mexeu na barriga do Bolsonaro, que é uma barriga difícil em virtude da facada e de todos os procedimentos posteriores a que ele foi submetido”.

“Então, caso se tornasse cirúrgico, nenhum assistente dele que estava aqui se sentiu apto a operar, a cuidar do presidente sem meu pai. Foi isso; não existe qualquer mentira ou segredo; tem exames, laudos, tudo das cirurgias”, acrescentou.

Ela contou também:

“Meu pai sofreu um acidente com 12 anos e teve uma paralisia facial. Ele sofreu muito e é um vencedor, alguém que se fez sozinho na vida. Faz em média 600 cirurgias por ano, opera pessoas de graça também e tudo que conquistou foi por mérito dele.”