Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Pastor do Acelera pra Cristo diz que Bolsonaro traiu o povo e o chama de “frouxo”



O pastor bolsonarista Jackson Vilar gravou um vídeo, nesta quinta-feira (9/9), em que chama o presidente Jair Bolsonaro de “calça frouxa”. O descontentamento com o chefe do Executivo veio depois que ele pediu, em um áudio, para que os caminhoneiros desbloqueassem as pistas e que publicou uma nota em que pede desculpas pelas ofensas e ameças ao Supremo Tribunal Federal (STF) feitas no dia 7 de Setembro.

No vídeo, que circula nas redes sociais, o bolsonarista diz que Bolsonaro “traiu” os aliados e cita o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, foragido no México, depois de ter a prisão decretada no dia 3 de setembro pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

“Aqui em São Paulo nós temos um calça apertada e em Brasília nós temos um calça frouxa, chamado Jair Messias Bolsonaro. Hoje grava um vídeo mandando recuar. Eu fui processado várias vezes defendendo o Bolsonaro, mas agora eu te digo eu não acredito em Bolsonaro mais. Eu vou queimar minha camisa com nome de Bolsonaro, você traiu o seu povo, poque é você um frouxo, covarde”, afirma no vídeo.

Nesta quarta-feira (8/9), começou a circular em grupos bolsonaristas um áudio de Bolsonaro em que ele pede que os caminhoneiros recuem da paralisação iniciada em rodovias de pelo menos 14 estados. Na mensagem, o presidente diz que os protestos vão atrapalhar a economia, provocar desabastecimento e inflação.

A autenticidade do áudio foi confirmada pelo ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Nesta quinta, pelo menos 10 caminhoneiros que estão em Brasília desde o feriado da Independência e bloqueiam a Esplanada dos Ministérios, foram recebidos no Palácio do Planalto para uma reunião.

Já na quinta-feira (9/9), Bolsonaro publicou uma nota em que volta atrás nas ameaças contra o STF. Em discurso para apoiadores, nas manifestações de 7 de Setembro, o presidente tinha dito que não obedeceria decisões do Supremo. Na nota, Bolsonaro diz que as falas foram ditas “no calor do momento”.

Confira o vídeo: 

 Por: Correio Braziliense 

 

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas