Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Juliette diz que encontrou sentido para carreira musical

 

Juliette Freire, 31, que viu sua vida se transformar após vencer o Big Brother Brasil 21, dá mais um passo em sua carreira como cantora nesta segunda-feira (6). A advogada e maquiadora liberou em seu canal no YouTube seu primeiro clipe, "Diferença Mara", que compõe o EP lançado na última quinta (2).

"Nunca imaginei que as pessoas iriam me enxergar como uma cantora", afirmou Juliette em conversa com a imprensa, na manhã desta segunda. Durante o bate-papo, ela contou que escolheu para seu primeiro clipe, dirigido por Giovanni Bianco, a música que misturava mais ritmos e que tocasse mais pessoas. "Para abraçar o Brasil inteiro", brinca.

Apesar de não terem sido escritas por Juliette, a paraibana afirma que se identificou com as seis canções que compõem seu EP e que essa identificação deu sentido a sua carreira musical. "Sempre gostei de músicas que falassem o que eu pensava", explica ela, que agora quer compor suas próximas canções. "Sei que tenho muito o que aprender, o que mais quero é poder escrever com meus amigos".

O estilo musical que pretende seguir já está definido: "calminho, poético e suave", afirma. "Não tenho fôlego e animação para cantar e dançar. Acho muito massa, mas não cheguei nessa desenvoltura como artista", conta a cantora, que confessa ter buscado um caminho mais confortável para iniciar a carreira.

Agora, seu sonho é subir aos palcos, assim que a pandemia permitir. "Estou me planejando para sonhar com isso. Tudo no seu tempo", afirma ela, que apesar da ansiedade confessa que sem o isolamento social talvez se sentisse mais assustada quando deixou o BBB 21, já que o contato com o público acabou sendo reduzido.

Para ela, a saída do programa significou uma mudança total de vida. "Estou construindo tudo, me construindo como artista", pontua. Nesse processo, ela confessa momentos de nervosismo e que chegou a "fingir costume" quando encontrava grandes artistas. "Quando vi Gilberto Gil eu chorei", relembra.

Ela conta que os produtores e equipe apontavam uma "musicalidade natural" de sua parte, o que não facilitou o trabalho de gravação. Para a artista, no entanto, continuar trabalhando em sua carreira musical foi uma decisão que deu sentido a todos os acontecimentos após sua saída do reality. "A música era o que me trazia paz."

Mesmo assim, ela confessa ter passado por um processo longo após o reality até se enxergar como cantora, e que não imaginava a repercussão. "Não imaginei nem ganhar o Big Brother", brinca. Nesse período, ela pôde conta com o apoio de Anitta, 28, que a ex-BBB afirma ter ajudado para além das gravações.

"Minha relação com a Anitta é muito bonita. Eu a tinha como uma referência feminina mesmo", comenta Juliette que não descarta a possibilidade de uma parceria para os próximos anos. "Tem que respeitar a história dela, porque ela tirou leite de pedra, como falamos lá no Nordeste."

Para o futuro de sua carreira, a paraibana afirma que terá estudo, dedicação e "muito frio na barriga", já que um novo desafio já começará na próxima semana, quando ela estreará como apresentadora no programa TVZ (Multishow). "É música e vou conhecer pessoas que eu admiro", resume ela sobre sua estreia no dia 13.

Com muito trabalho pela frente, Juliette afirma que o mais importante ela já conseguiu, e não é o prêmio de R$ 1,5 milhão conquistado ao vencer o BBB 21: "Meu sonho era encontrar sentido para tudo o que aconteceu comigo, já consegui."

Por Folhapress

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas