Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Jovem investidor em bitcoins é executado em Porsche



Um jovem investidor em criptomoedas e influenciador digital, de 19 anos, foi morto a tiros nesta quarta-feira (4), em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Wesley Pessano Santarém estava em seu carro, um Porsche conversível, aguardando para cortar o cabelo em uma barbearia no bairro São João, quando um carro encostou e um de seus ocupantes efetuou os disparos. Uma pessoa que estava no banco do carona também foi baleada, mas socorrida com vida.
Wesley nasceu no Rio Grande do Sul e morava em Cabo Frio, cidade vizinha a São Pedro da Aldeia, há pelo menos um ano. Nas redes sociais, onde tinha mais de 120 mil seguidores, ele se apresentava como “trader” do mercado financeiro e prometia “liberdade financeira aos 18”.

Agentes da Polícia Civil e do 25º BPM (Cabo Frio), que estiveram no local do crime, indicaram que Wesley foi atingido por pelo menos quatro disparos, sendo um deles na cabeça.

Wesley Pessano ostentava vida de luxo nas redes sociais Foto: Reprodução

Embora o crime tenha sinais de execução sumária, a polícia não descarta nenhuma linha de investigação, incluindo a possibilidade de tentativa de roubo do carro de Wesley, que é avaliado em R$ 440 mil. No entanto, nenhum pertence foi levado pelos criminosos.

– Ainda é muito prematuro. As linhas de investigação dependem de vários fatos, das circunstâncias. Ainda falta a oitiva da testemunha, a pessoa que presenciou o fato, foi alvejada e sobreviveu. Existe a possibilidade de ter sido simplesmente um roubo, por ser um carro de luxo dentro de uma comunidade – disse o delegado Milton Siqueira Junior, titular da 125ª DP, em entrevista ao portal RLagos Notícias.

OSTENTAÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Em sua página nas redes sociais, Wesley, além de compartilhar dicas de investimento, também esbanjava uma vida de riquezas e luxo, com fotos de carros importados e viagens. Em uma das imagens, o influenciador aparece segurando vários maços de dinheiro, supostamente obtidos em transações digitais.

Por: Pleno News

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas