Page Nav

HIDE

Deputadas comemoram Dia do Empregado Doméstico no Plenário Fonte: Agência Câmara de Notícias

                                                             Foto: Internet              As empregadas domésticas foram lembradas por deputa...


                                                             Foto: Internet             

As empregadas domésticas foram lembradas por deputadas de vários partidos no Plenário da Câmara na ultima terça-feira (27), quando se comemora o dia da categoria, que só teve seus direitos trabalhistas equiparados aos demais trabalhadores há menos de dez anos no Brasil.

A deputada Celina Leão (PP-DF), coordenadora da Secretaria da Mulher da Câmara, anunciou a realização de um seminário para tratar da situação das empregadas domésticas no País no dia 10 de maio.

Celina Leão, que também é relatora do projeto (PL 1011/20) que define as categorias prioritárias para vacinação contra o novo coronavírus, pediu a conclusão da votação da proposta em Plenário e a apreciação de um 
destaque apresentado pela deputada Benedita da Silva (PT-RJ), que inclui as domésticas na lista.

“A maior homenagem que nós podemos fazer é votar o destaque da deputada Benedita, que com muita sabedoria incluiu as nossas trabalhadoras domésticas em grupos prioritários da vacinação. Nós sabemos que essas mulheres não podem parar, sabemos das dificuldades de todas elas, que muitas ainda estão em condições análogas à escravidão”, disse Celina Leão.

substitutivo apresentado por Celina Leão dá prioridade para vacinação de caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, pessoas com doenças crônicas, entre outros.

O texto-base da proposta foi aprovado no mês passado, mas os deputados ainda precisam analisar os destaques apresentados.

A deputada Benedita da Silva, que já foi empregada doméstica, ressaltou o desemprego de trabalhadores domésticos causado pela pandemia. "Nós perdemos mais de 2 milhões de postos de trabalho para estas mulheres. A maioria são mulheres negras, porque trabalhadora doméstica vem de um histórico tremendo e terrível, que é do regime escravocrata. Então nós vimos esses empregos sumirem”, lamentou.

Reportagem - Antonio Vital

Fonte: Agência Câmara de Notícias