Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

De olho na candidatura de Lula, PT quer reestruturar aliança com Centrão para 2022

O Partido dos Trabalhadores (PT) avalia que o ex-presidente Lula, na sua fala de mais de três horas, lançou as bases do seu discurso e da es...



O Partido dos Trabalhadores (PT) avalia que o ex-presidente Lula, na sua fala de mais de três horas, lançou as bases do seu discurso e da estratégia da candidatura a presidente em 2022. 

Para petistas, Lula deixou claro que a ideia é “romper a bolha da esquerda, algo semelhante ao que foi feito na eleição vitoriosa de 2002”.

Ele disse, por exemplo, que não se pode falar em frente ampla apenas com a esquerda, citou o seu vice-presidente, o empresário José Alencar, símbolo do que considerou a aliança entre “capital e trabalho”, que é necessário “dialogar com setores conservadores” e pediu que não tivessem medo dele.

Nesse sentido, para além de empresários, um dos principais pontos do discurso que o partido pretende por em prática daqui em diante é abrir diálogo com políticos do Centrão.

Petistas relatam que Lula recebeu ligações de integrantes de diversos partidos do Centrão e os tuítes do ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foram saudados como “sinais de que há espaço para avançar neste campo político”.

Embora a cúpula do partido diga que ainda digere as últimas 48 horas, a leitura é a de que o projeto que estava em curso — lançar Fernando Haddad candidato em 2022 — será revisto com a reviravolta dada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A informação é da CNN Brasil.

Nenhum comentário

Publicidade rodapé