Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Comerciantes e policiais realizam protesto na Bahia contra morte de PM

Um grupo de comerciantes e policiais militares realizaram na manhã desta segunda-feira, 29, um protesto no Farol da Barra, em Salvador, por ...




Um grupo de comerciantes e policiais militares realizaram na manhã desta segunda-feira, 29, um protesto no Farol da Barra, em Salvador, por conta da morte do policial Wesley Soares. O soldado foi morto neste domingo (28) após ter um surto psicótico e fazer disparos de fuzil na Barra.

O comerciante Carlos Bastos participou do protesto vestido de policial e com as cores da bandeira do Brasil pintadas no corpo. Durante a manifestação, Carlos leu algumas das frases ditas pelo PM Wesley durante negociação com a polícia.

O comandante da Polícia Militar da Bahia (PMBA), Paulo Coutinho, informou na manhã desta segunda, durante coletiva para a imprensa, que a operação de contenção do soldado Wesley Góes foi classificada como “necessária”.

Enquanto os disparos não estavam oferecendo riscos para a tropa e para as pessoas que circulavam, protegemos a integridade do soldado. Sempre temos esse cuidado, temos expertise de atender ocorrência dessa natureza. Foram utilizadas outras alternativas porém ele estava com uma arma de grande poder de letalidade e em determinado momento todos os recursos de isolamento e proteção foram esgotados”, avaliou.

De acordo com o comandante, um inquérito policial será instaurado nas próximas semanas para averiguar o desenrolar dos fatos durante a ação e os procedimentos adotados pela corporação na contenção do PM.

“Ocorrências críticas possuem muitas motivações e só podem ser esclarecidas após a abertura do processo investigativo. Mas ali foi um típico caso de um indivíduo que estava passando por um transtorno mental e estava desconectado da realidade. As imagens falam por si só”, disse.

Fonte: Terra Brasil Noticias

Nenhum comentário

Publicidade rodapé