Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

'Não será comprada', diz Bolsonaro sobre vacina chinesa

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que a vacina contra o novo coronavírus produzida na China "não será comprada&quo...



O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que a vacina contra o novo coronavírus produzida na China "não será comprada" pelo governo brasileiro. A mensagem foi publicada em uma rede social, em resposta a um comentário crítico ao anúncio do Ministério da Saúde de que tem a intenção de adquir 46 milhões de doses da Coronavac. 

"Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da Ditadura chinesa", comentou o usuário, ao que o presidente respondeu:

"NÃO SERÁ COMPRADA", em caixa alta.

Na terça, o Ministério da Saúde assinou um protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da Coronavac, vacina que está sendo produzida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac. O acordo foi fechado durante reunião do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com governadores. A compra só será realizada após a vacina receber um registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A outro usuário que disse que Pazuello os traiu ao comprar a vacina chinesa e disse que o presidente "se enganou mais uma vez", Bolsonaro afirmou que "qualquer coisa publicada, sem qualquer comprovação, vira TRAIÇÃO".

A vacina produzida na China sofre críticas de apoiadores do governo que a relacionam a uma ditadura de esquerda. Além disso, o imunizante é produzido no Brasil em parceria com São Paulo, do governador João Doria (PSDB), ex-aliado de Bolsonaro.

Por: O Globo

Um comentário

  1. O Dória nunca foi aliado do Bolsonaro! Ele se valeu do nome do Bolsonaro para se eleger! Bolsonaro negou tirar fotos ou aparecer perto de Dória em sua campanha! Fake News da matéria!

    ResponderExcluir

Publicidade rodapé