Page Nav

HIDE

Renan Calheiros tem Instagram suspenso e leva multa do TRE-AL

  O senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi condenado, nesta quinta-feira (27), pela Justiça Eleitoral por não dar o direito de resposta ao can...

 

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi condenado, nesta quinta-feira (27), pela Justiça Eleitoral por não dar o direito de resposta ao candidato ao governo de Alagoas Rodrigo Cunha (UNIÃO).

Por causa disto, ele terá que pagar uma multa no valor de R$ 700 mil, além de ter o seu perfil no Instagram bloqueado até o dia 31 de outubro.

A decisão foi assinada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) após o candidato do União Brasil entrar com uma ação pedindo direito de respostas aos ataques sofridos.

Calheiros disse que Cunha foi “cooptado por Arthur Lira para o União Brasil” e que o senador “se envolveu em desvio de combustível no Senado”.

Mas os ataques não pararam por aí. O emedebista também afirmou que o candidato ao Governo “defende orçamento secreto, de se recusar a assinar a CPI, de enviar dinheiro para compras superfaturadas (tratores e caminhões de lixo), de empregar a namorada na prefeitura de Maceió, de mandar custeio da saúde para Rio Largo, veja o que Rodrigo Cunha falou de Gilberto Gonçalves”.

Diante disto, o senador aliado de Lula foi condenado pela prática de fake news por unanimidade pelo TRE.

Calheiros apoia a eleição de Paulo Dantas (MDB), governador pelo mandato-tampão em Alagoas que está sendo investigado por supostos crimes cometidos enquanto era deputado estadual.