Page Nav

HIDE

Mulher encontrada morta e seminua no DF é identificada pela polícia

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), no entanto, ainda tenta descobrir se a mulher morava na capital. O que se sabe até o momento é q...


A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), no entanto, ainda tenta descobrir se a mulher morava na capital. O que se sabe até o momento é que ela não tinha parentes em Brasília. “A informação que eles nos deram é que ela saiu de lá há cerca de dois anos e eles não têm notícia de como ela vivia aqui”, diz a delegada Cláudia Alcântara.

O que os parentes de Eliuda souberam informar é que ela saiu do Maranhão acompanhada de um homem. “Saiu de lá com este homem e veio morar em Brasília. Esse homem, no entanto, teria sido preso e depois ela teria se juntado a um outro homem”, afirma a investigadora.

Em paralelo, a 33ª DP também tenta identificar quem seria o autor do crime. Segundo apurado pelo Metrópoles, uma testemunha-chave pode ajudar na localização do homem.

Essa testemunha teria visto um homem magro e moreno arrastando uma mulher para o matagal por volta das 16h30. O morador informou ainda que, após o crime, presenciou o desconhecido ensanguentado correndo em direção à Vila dos Carroceiros, na CL 416.

Uma outra testemunha acrescentou ter ouvido a mulher gritando e falando: “Não faça isso comigo, eu tenho quatro filhos”. 

Por: Metrópoles