Page Nav

HIDE

Latino diz que já teve vontade de “arrebentar a Anitta na p

   O  cantor Latino, de 48 anos, relembrou as mágoas que possui em relação à funkeira Anitta. Em entrevista ao podcast Bulldog Show, ele rev...


  O cantor Latino, de 48 anos, relembrou as mágoas que possui em relação à funkeira Anitta. Em entrevista ao podcast Bulldog Show, ele revelou que já chegou a sentir vontade de “arrebentar” a artista na “p******”, mas que não o fez por não ser “um cara agressivo”.

Segundo Latino, no início da carreira de Anitta, ele a ajudou, deixando-a cantar em seu aniversário e apresentou a grandes produtores.

 Eu ajudei lá atrás, fiz uma festa de lobby muito grande e trouxe todos os caras de gravadoras importantes e empresários no meu aniversário. Eu cheguei no palco e ainda brinquei “vai ser a nova Kelly Key”.

Latino conta, porém, que, anos depois, se sentiu menosprezado pela cantora durante uma festa na casa dela. Na ocasião, ele conversava com produtores estrangeiros.

– Surgiu uma conversa ali, comecei a conversar com uns produtores, o cara gostou de mim, sabe quando você sente? Quando a Anitta chega e o cara pergunta: “quem é esse cara? Gostei desse cara”. Ela falou: “ele é old school, minha mãe já foi muito fã dele, ele já foi muito famoso e agora tá meio quebrado querendo se aproximar de mim” – relata Latino.

Para ele, a funkeira achava que ele não compreenderia porque ela estava falando em inglês.

– Eu chorei de raiva pelo comportamento dela, que é uma pessoa que eu ajudei (…) Ela nunca pediu desculpa, engoli seco e fui embora. Fiquei repensando sobre a vida. Não tenho nada contra a artista, mas o ser humano é outra coisa. Teve um desvio de caráter muito grande nesse aspecto.

Para Latino, houve “ingratidão” por parte da cantora, e na hora, ele sentiu vontade de agredi-la.

– Quando ela falou que eu era old school pensei que estava velho. Fiquei mal, ela conseguiu me deixar mal. Voltei em casa, fiquei chorando e pensei: “é tanta ingratidão que a vontade que eu tinha era de ir lá e arrebentar ela na porrada”. Mas eu não sou um cara agressivo, e essa jamais seria a minha atitude. Eu preferi ir embora do que chegar lá e perder a linha – concluiu

Por: Pleno.News