Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Repórter da Globo faz ‘dancinha’ para celebrar prisão de Lázaro e aparece na Record



A repórter Giovana Dourado, da TV Anhanguera, afiliada da Glob em Goiás, chamou a atenção das redes sociais na manhã desta segunda-feira (28), após aparecer em uma transmissão ao vivo da Record fazendo uma “dancinha” em comemoração pela prisão do serial killer. Posteriormente, foi confirmada a morte do criminoso.

Giovana tinha entrado ao vivo mais cedo durante o programa Mais Você, da TV Globo, para dar a notícia de que Lázaro Barbosa havia sido capturado. Até aquele momento, não havia informações de que o homem tinha sido morto.

Logo depois, durante uma entrada ao vivo do repórter Dionísio Freitas, da Record Brasília, para o jornal Fala Brasil, Giovana apareceu no fundo da imagem, no que parecia ser uma comemoração pela prisão do serial killer. Não demorou muito para que o assunto ganhasse as redes sociais.

Lázaro Barbosa, de 32 anos, foi morto após confronto com policiais na manhã desta segunda-feira (28). O chamado “serial killer do Distrito Federal” chegou a ser levado até um hospital da região de Águas Lindas, mas não resistiu aos ferimentos.

A notícia sobre sua morte vem após o anúncio do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, de que suspeito havia sido capturado. Por meio das redes sociais, Caiado comemorou:

– Está aí, minha gente, como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do país, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido – escreveu o governador.

Nas últimas horas, a força-tarefa de captura a Lázaro montou um cerco em um bairro de Águas Lindas, após moradores relatarem terem visto o suspeito na região por volta das 21h de domingo (27). Lázaro estava na casa de uma ex-amante, segundo testemunhas. A mulher foi levada para a Delegacia Regional da Polícia Civil.

Lázaro Barbosa estava sendo caçado há 20 dias por centenas de policiais, cães farejadores, câmeras de visão térmica e helicópteros. Ele era acusado de ser o responsável por uma chacina em Ceilândia que tirou a vida de quatro pessoas de uma mesma família, além de ter uma extensa ficha criminal. 

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas