Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Comparsas cozinhavam e davam abrigo para Lázaro, afirma site



Os dois homens presos na quinta-feira (24) por facilitar a fuga de Lázaro Barbosa, de 32 anos, chamado de “serial killer do DF”, teriam dado abrigo ao criminoso e até cozinhado para ele. 
De acordo com a publicação, os dois detidos são: Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos; e Alain Reis de Santana, de 33. Elmi é dono da chácara situada na área rural de Girassol (GO), e Alain seria o caseiro dele. Desde as prisões, que ocorreram na tarde de quinta, a propriedade está cercada por integrantes da força-tarefa.

Por volta das 17h de quinta-feira, uma equipe da Polícia Militar fazia diligências na Zona Rural de Girassol para localizar o homicida em fuga. Ao chegarem ao local, os helicópteros da PMGO e da PMDF sobrevoavam a região e viram uma pessoa entrando na mata.

Ao indagarem o caseiro Alain sobre quem era aquela pessoa, ele afirmou ser Lázaro Barbosa. Os policiais então solicitaram apoio para o local. Questionado sobre a presença de Lázaro na chácara, Alain relatou que o criminoso estava pernoitando na fazenda há mais de cinco dias e que o viu diversas vezes, inclusive com uma espingarda e um telefone da marca Samsung.

O caseiro também informou que Lázaro estava dormindo e fazendo refeições, almoço e jantar, diariamente na sede da fazenda, com o consentimento de Elmi Caetano. Alain ainda relatou que a mãe de Lázaro trabalhou como caseira para Elmi e que, quando Lázaro estava preso, o dono da propriedade ajudava financeiramente a família do foragido.

As informações do site Metrópoles 

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas