Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Mourão: “Tudo indica que ele não me quer como vice”

O vice-presidente da República Hamilton Mourão já admite a que há poucas chances de concorrer às eleições presidenciais do ano que vem ao la...



O vice-presidente da República Hamilton Mourão já admite a que há poucas chances de concorrer às eleições presidenciais do ano que vem ao lado de Jair Bolsonaro.
Em entrevista ao portal Uol, nesta segunda-feira (10), o general da reserva reconheceu que “tudo indica que ele [Bolsonaro] não me quer como vice”.

– Mas eu também não vou morrer por causa disso. Eu continuo a ser general da reserva, a minha rede do posto 6 está pronta, me aguardando. Então, a vida continua – comentou Mourão.

A relação entre Bolsonaro e Mourão dá sinais de desgaste há alguns meses, quando algumas rusgas foram expostas publicamente. Os desentendimentos têm acontecido sobre diversos temas, incluindo a vacinação e a diplomacia brasileira. Mourão também não se furta a fazer queixas do próprio chefe ao dizer, por exemplo, que “sente falta de diálogo” com o presidente.

Ainda assim, o general se mantém fiel à missão delegada nas eleições de 2018 e evita comentar sobre o futuro na política.

– Por enquanto, acompanho o presidente Bolsonaro. Eu fui eleito para ser vice-presidente dele até 31 de dezembro do ano que vem – destacou.

SENADO FEDERAL EM 2022
Em abril deste ano, o Hamilton Mourão admitiu a possibilidade de concorrer a uma vaga no Senado Federal no ano que vem. Ele afirmou que se trata de um cargo mais compatível com seu perfil.

– Se abrir possibilidade, vejo que disputar cadeira ao Senado estaria mais ao encontro da maneira como sou, como atuo – disse Mourão, que é filiado ao PRTB.

Por: Pleno news

Nenhum comentário

Publicidade rodapé