Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Coronavírus “matou o mosquito da dengue”, ironiza Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse sexta-feira (16) que o vírus da Covid-19 “matou o mosquito da dengue”. O chefe do Executivo afirmou que ex...



O presidente Jair Bolsonaro disse sexta-feira (16) que o vírus da Covid-19 “matou o mosquito da dengue”. O chefe do Executivo afirmou que existem “certas doenças [de] que não morre mais ninguém”. Segundo ele, é preciso saber o “número concreto” de mortes pela Covid-19.

A apoiadores, nesta manhã Bolsonaro citou ter pedido ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que apresente os dados sobre mortos em decorrência de outras doenças, nos últimos cinco anos no Brasil.

– Pedi em público para o ministro da Saúde, na próxima reunião nossa do conselho, apresentar, nos últimos cinco anos, quantas pessoas morreram de cada doença. Tem certas doenças [de] que não morre mais ninguém – disse Bolsonaro em conversa com simpatizantes na saída do Palácio da Alvorada, nesta manhã.

O pedido de informações sobre as outras doenças foi feito a Queiroga na última reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentando da Pandemia da Covid-19, que reúne membros dos três Poderes. Segundo o presidente, os dados solicitados devem ser apresentados na próxima reunião do grupo, ainda sem data definida.

– Nós sabemos que está matando esse vírus, especial[mente] quem é mais idoso, mas temos que ter o número concreto – acrescentou Bolsonaro.

Em outras ocasiões, o presidente já questionou o número de óbitos devido a esta doença no país.

As mortes pelo coronavírus já ultrapassam 365 mil desde o início da pandemia, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto às Secretarias de Saúde.

Por: Estadão

Nenhum comentário

Publicidade rodapé