Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Famílias em estado de vulnerabilidade social vão ganhar casas populares

O GDF, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab), está construindo casas de 44 metros quadrados em lotes doados p...

O GDF, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab), está construindo casas de 44 metros quadrados em lotes doados pela Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) e vai entregá-las a famílias em situação de vulnerabilidade, com renda de até R$ 1,8 mil. O projeto prevê a construção de 108 casas populares: 15 delas já ficaram prontas e foram entregues em abril para as primeiras famílias beneficiadas pelo projeto. Todas as demais estão em construção e em 60 delas as obras estão em ritmo acelerado.

O Módulo Embrião é uma pequena casa com sala, cozinha conjugada, quarto e banheiro. Ganhou esse nome porque as casas têm o mesmo modelo, mas os projetos podem ser expandidos, adaptados e personalizados de acordo com as necessidades de cada família. A expansão pode ser feita pelo próprio morador por meio da autoconstrução (construção de unidades habitacionais de baixo custo por seus próprios usuários), com assistência técnica gratuita dos arquitetos e engenheiros da Codhab.
“Esse é um projeto inovador da atual gestão que atende famílias em situação de vulnerabilidade social e que permite ao morador ampliar sua casa, tendo o acompanhamento de técnicos da Companhia”, afirma Wellington Luiz, presidente da Codhab. “Estamos cumprindo a orientação do governador Ibaneis Rocha de contemplar famílias que esperam há anos para ter o sonho da casa própria realizado. Porque é assim que o governo e a Codhab trabalham, buscando todos os dias ajudar aqueles que mais precisam”, acrescenta.

O GDF investe R$ 6,6 milhões no projeto, financiado com recursos próprios da Codhab, por emendas parlamentares do deputado Martins Machado e de legislaturas anteriores e do Fundo de Habitação de Interesse Social (Fundhis). A companhia contratou 18 empresas por meio de licitação e as obras geram quase mil empregos diretos e indiretos. “As empresas são pequenas e médias, a gente contratou muitas porque é uma forma de gerar emprego e renda, até na localidade porque muitas delas contratam moradores da região para reduzir os custos”, explica a arquiteta Sandra Marinho, da Diretoria de Assistência Técnica da Codhab, responsável pelo projeto.

Programa habitacional

O Módulo Embrião faz parte do subprograma Moradia Digna, que pretende beneficiar famílias que não possuem a casa própria e que enfrentem situação de vulnerabilidade socioeconômica. Desta maneira, cumpre-se a Lei nº 11.888, que busca garantir o direito à moradia para a população de baixa renda. O projeto reúne dois eixos do Habita Brasília, o programa habitacional do DF.
Trata-se da junção do eixo Lote Legal – modalidade que oferece para pessoas inscritas na Codhab terrenos legalizados em áreas urbanizadas, ou seja, com ruas pavimentadas e com abastecimento de água, esgoto, energia e iluminação pública — e o Na Medida, uma linha de ação que tem o objetivo de garantir qualidade para as residências de interesse social.

Por Agência Brasília 

Nenhum comentário

Publicidade rodapé