Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Esporte em alta no Gama, Santa Maria e Planaltina

Edital prevê aumento de 43 para 53 modalidades disponíveis em cada Centro Olímpico e Paralímpico, com ampliação de vagas e novas práticas ol...



Edital prevê aumento de 43 para 53 modalidades disponíveis em cada Centro Olímpico e Paralímpico, com ampliação de vagas e novas práticas olímpicas


Em relação ao atendimento, o salto será de até 94%, um crescimento de 7.125 para 13.829 alunos nos três endereços, como o COP em Planaltina. Foto: Arquivo/Agência Brasília
A realidade dos Centros Olímpicos e Paralímpicos (COPs) de Santa Maria, Gama e Planaltina mudará em breve. A Organização da Sociedade Civil (OSC) que assumir a gestão pedagógica dos espaços, a partir do próximo ano, trabalhará com importantes novidades que beneficiarão a população. O número de modalidades oferecidas, assim como de atendimento, será ampliado. E o mais importante: tudo com redução de custos no valor dos contratos.

O edital de chamamento público, lançado neste mês pela Secretaria de Esporte e Lazer, prevê aumento de 43 para 53 modalidades disponíveis em cada unidade esportiva, inserindo novas modalidades olímpicas. E a pasta do Esporte ainda levantará quais atividades mais atraem os frequentadores, de acordo com a unidade, com atendimento individualizado para pessoas com deficiências. Haverá, também, aumento no atendimento, de 7.125 para 13.829 alunos nos três endereços, quase 100%

E há, ainda, previsão de redução de 15% no custo de operação, levando-se em conta os contratos firmados anteriormente para a gestão dos COPs. A economia financeira fará com que o custo do contrato caia de R$ 7,9 milhões para mais de R$ 6,7 milhões por ano. O resultado do chamamento público tem validade de 12 meses, não sendo esse o prazo da vigência da parceria.



“Os Centros estarão bem melhores do que antes, com mais possibilidades e acessibilidade aos frequentadores, seja na variedade de modalidades, número de vagas e funcionamento aos fins de semana, inclusive para atendimento da população que não está matriculada no COP, mas poderá usufruir do espaço realizando atividades esportivas. Queremos ampliar o acesso ao mundo do esporte para todas as pessoas que tiverem interesse. Essa é a nossa marca e os COPs são partes fundamentais nessa trajetória”, explica a secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão.

Todas as fases do processo de seleção, detalhadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), estão sendo divulgadas no site da Secretaria de Esporte e Lazer e concluídas até dezembro, quando a OSC selecionada precisará apresentar a documentação de habilitação e plano de trabalho detalhado. De acordo com a programação, a sessão pública para entrega da ficha de inscrição e da proposta feitas pelas instituições interessadas ocorrerá em 3 de novembro.

*Com informações da Secretaria de Esporte e Lazer

Nenhum comentário

Publicidade rodapé