Page Nav

HIDE

Não queremos Forças Armadas se metendo nas eleições, diz Lula

  Neste sábado (17), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva promoveu um discurso em Curitiba (PR) e criticou a atuação das Forças Armadas...

 

Neste sábado (17), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva promoveu um discurso em Curitiba (PR) e criticou a atuação das Forças Armadas nas eleições deste ano. Para ele, os militares não deviam “estar preocupados em fiscalizar” urnas eletrônicas.

O comentário foi uma referência à cobrança, por parte das Forças Armadas, de mais “transparência” no pleito.

– As Forças Armadas brasileiras vão voltar a ter o papel nobre que está definido na nossa Constituição. As nossas Forças Armadas não tinham que estar preocupadas em fiscalizar urna. Quem tem obrigação de fiscalizar é a Justiça Eleitoral, os partidos políticos e os candidatos – apontou.

O candidato do PT à Presidência disse que o Brasil não quer militares ” se metendo nas eleições do nosso país”.

– Nós queremos Forças Armadas preparadas, equipadas, bem formadas, para ninguém se meter a invadir o Brasil. Não queremos as Forças Armadas se metendo nas eleições do nosso país e nem querendo controlar urna – destacou.

Durante seu comício, Lula também falou sobre seus anos na Presidência e disse que tratou as Forças Armadas “com muito respeito”.

– Nós já lidamos com as Forças Armadas e as tratamos com muito respeito. É preciso que alguns de lá tratem a sociedade com respeito, porque nós sabemos cuidar de nós e não precisamos ser tutelado – ressaltou.