Page Nav

HIDE

Polícia interrompe velório e retira corpo de influencer morta

  Uma denúncia anônima levou o Instituto Médico-Legal (IML) a interromper o velório da influenciadora digital Ellen Jacqueline, na última te...

 


Uma denúncia anônima levou o Instituto Médico-Legal (IML) a interromper o velório da influenciadora digital Ellen Jacqueline, na última terça-feira (29). A Polícia Civil do Paraná acionou o IML para que a causa da morte fosse devidamente apurada.

Segundo o delegado Hernandes Alves, que cuida do caso, a denúncia foi de que a morte pode ter sido provocada de forma violenta. A princípio, a causa do óbito constou como sendo natural.

– Quando surge uma dúvida dessa natureza, os investigadores têm que apurar, motivo pelo qual foi requisitado o exame de necrópsia. O corpo foi encaminhado ao IML, com todo trâmite, com todo respeito no velório, a família também colaborou – explicou o delegado.

De acordo com o IML, a perícia não encontrou vestígios de morte violenta e, por isso, a causa da morte não pode ser determinada imediatamente. A coleta do material foi encaminhada para a realização do laudo.

A influencer Ellen Jacqueline tinha 39 anos e foi encontrada morta em um hotel em Londrina, Paraná, na última segunda-feira (28). A polícia não identificou se havia outra pessoa com ela no local. Ellen possuía cerca de 46 mil seguidores nas redes sociais. Seu estilo de postagens variava desde a rotina como mãe, bem como dicas de moda, receitas e viagens. A influencer deixa dois filhos.