Page Nav

HIDE

Babá de 18 anos é presa pela PM após sufocar bebê de 5 meses no DF

  A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu uma babá de 18 anos por maus-tratos a um bebê de 5 meses. Segundo a mãe da criança, a...

 

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) prendeu uma babá de 18 anos por maus-tratos a um bebê de 5 meses. Segundo a mãe da criança, a jovem teria sufocado o neném com uma manta. Imagens de uma câmera de segurança flagraram o momento das agressões.

Uma equipe da PMDF foi acionada pelo 190 para atender possível ocorrência de maus-tratos. No local, os policias encontraram os pais da criança. A mãe mostrou filmagens das agressões e informou que a babá teria fugido. De acordo com informações preliminares, o bebê não sofreu graves lesões.

Após investigação, a equipe encontrou a acusada em uma casa no Cruzeiro Velho. A mulher acabou presa em flagrante pelo crime de maus-tratos, nesta terça-feira (23/11).

Momentos de terror

A mãe da criança lembrou os momentos de terror vividos na própria casa. Ela conta que estava com o filho, de 5 meses, e a babá dele. Detalhou que estudava em um dos quartos do apartamento com a porta fechada enquanto o bebê estava com cuidadora na sala.

A mulher monitorava os dois por meio de imagens das câmeras do apartamento. Em determinado momento, a mãe flagrou, pelo vídeo, a babá sufocando a criança com um pedaço de pano. Contou que correu até a sala e questionou a funcionária sobre o que estava acontecendo. A mulher respondeu que estava apenas limpando o nariz do garoto.

Assustada e sem saber o que fazer, a genitora se trancou no quarto com o filho e pediu que a funcionária fosse embora. Posteriormente, a mãe acessou novamente as imagens das câmeras para ter certeza do que teria ocorrido, tendo constatado que, realmente, a babá havia tentado por duas vezes sufocar o bebê.

Diante da certeza do ocorrido, ela acionou a Polícia Militar, que compareceu ao local.

O outro lado

À polícia a suspeita disse que era a segunda vez que trabalhava como babá para a família. Relatou que, em determinado momento, o pequeno teria golfado, ocasião em que ela pegou um pano para, supostamente, limpá-lo.

Ela alegou que, enquanto limpava a criança, a patroa foi até a sala, pegou o bebê e seguiu para o quarto. Alguns minutos depois, a mãe voltou à sala e disse que tinha ocorrido um problema no trabalho do marido e pediu que ela fosse embora.

Acrescentou que foi para casa e, depois, policiais militares foram até lá e a informaram sobre a acusação de maus-tratos.

O bebê não apresentava sinais de agressão, mas foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exame de corpo de delito.

Por Metrópoles