Page Nav

HIDE

Novo caso! Homem pesca lagosta rara; chance de 1 em 2 milhões

  Quando o pescador escocês Ricky Greenhowe, de 47 anos, lançou as redes de seu barco na manhã desta quinta-feira (2), não imaginava que ia ...

 


Quando o pescador escocês Ricky Greenhowe, de 47 anos, lançou as redes de seu barco na manhã desta quinta-feira (2), não imaginava que ia capturar uma verdadeira raridade. Ao analisar os crustáceos recolhidos, ele se deparou com uma lagosta diferente em meio às outras: o animal possuía pigmentação azulada, devido a uma anomalia genética.

O caso ocorreu Aberdeen, na costa da Escócia, região onde Greenhowe pesca desde os 14 anos. Em entrevista à BBC, ele relatou que está em contato com o Aquário da região a fim de saber se eles possuem interesse em ficar com a lagosta.

– Se eles não quiserem, eu vou jogá-la de volta no mar. É uma coisa tão rara, seria uma pena colocá-la em uma panela – declarou ele.

Normalmente encontradas nas cores marrom ou vermelho-escuro, lagostas podem adquirir a pigmentação azulada quando a proteína responsável pela coloração do exoesqueleto é produzida em excesso.

De acordo com especialistas, a raridade se dá por uma questão de seleção natural, visto que as lagostas azuis possuem uma cor mais difícil de camuflar e viram presas fáceis. Dessa forma, estima-se que as chances de captura de um crustáceo do tipo é de uma a cada duas milhões.

Por: Pleno News