Page Nav

HIDE

Muro de lava e destruição: Vulcão nas Ilhas Canárias deixa rastro de caos, VEJA VÍDEOS

  A erupção do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Ilhas Canárias, completa uma semana amanhã. Neste tempo, o rastro de destruição inclui ...

 



A erupção do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Ilhas Canárias, completa uma semana amanhã. Neste tempo, o rastro de destruição inclui 400 casas e edifícios, além da retirada de mais de 6 mil pessoas, entre elas 400 turistas, em um processo que deve levar semanas. Apesar da baixa velocidade, o estrago se intensificou com o passar dos dias.

Com imagens incríveis como a de um “muro de lava” e uma piscina sendo invadida por ela, a área afetada já chega a 240 hectares. A velocidade diminuiu no meio da semana, mas as autoridades divulgaram ontem uma atualização informando que a erupção está se intensificando.

A coluna de gases e cinzas que sai do vulcão atingiu 4.500 metros de altura e já pode ser avistada em Tenerife (Espanha). Hoje o governo das Canárias emitiu um alerta de evacuação das regiões de Tajuya, Tacande de Abajo e Tacande de Arriba.

O IGN (Instituto Geográfico Nacional) da Espanha informou ontem que o deslocamento da lava se deteve. Uma das línguas de lava parou de avançar e a outra diminuiu a velocidade de deslocamento de 700 m/h para 4 m/h.

Hoje, porém, autoridades emitiram alerta informando sobre a intensificação da erupção vulcânica. O Cumbre Vieja está expelindo uma coluna de cinza e gases que chega a 4.500 metros de altura. O fluxo de lava tem 12 metros em seu ponto mais alto e 500 metros de largura, o que contribui para a lentidão do seu deslocamento.

Por: Terra Brasil Notícias 

Nenhum comentário