Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Ladrão é expulso de ônibus por passageira: ‘Me recuso a ser assaltada’

 


A vendedora Alessandra Evelyn, de 34 anos, revoltou-se ao ser abordada por um assaltante dentro de um ônibus durante sua volta para casa após um dia cansativo de trabalho. Logo depois da investida do criminoso, a passageira decidiu expulsá-lo do coletivo aos gritos.

O caso ocorreu no Rio de Janeiro e foi registrado em vídeo por uma outra mulher que também se encontrava no ônibus. Publicado nas redes, o vídeo já soma mais de 500 mil visualizações.

Em entrevista ao portal BHAZ, Alessandra explicou que o suspeito sentou-se ao seu lado no coletivo por volta das 22h40 e disparou uma ameaça:

– Ele falou assim para mim: ‘Cala boca! Fica quietinha. Que eu vou dar um tiro na sua cara’. Eu levantei. Tinha eu, mais cinco mulheres, um rapaz e o motorista – relatou.

Ela conta que já o havia visto outras vezes no ônibus pedindo por dinheiro.

– Achei estranho, porque ele nunca sentava no trajeto. Desta vez, saiu do lugar que estava para ficar perto de mim – explicou.

Inconformada, Alessandra reagiu ao perceber que o homem não estava armado e aparentava fragilidade física.

– Achei um abuso. Aquilo não é hora de assaltar trabalhador cansado, um dia todo de trabalho, 16 horas em pé. Eu cheia de boleto para vencer. Não suportei, comecei a fazer um escândalo – declarou.

Como resultado, o motorista abriu a porta do ônibus e criminoso foi forçado a descer do coletivo.

Após o ocorrido, a vendedora avaliou que reagir a um assalto é um ato perigoso, e aconselha os outros a não tentarem o mesmo.

– Eu estava com medo, toda trêmula. Só fiz aquilo porque vi que ele não estava armado, não tinha coordenação motora direito. E achei um abuso. Mas tem que tomar cuidado, né!? Errado o que fiz, não é para reagir a assalto – ponderou.

Por: portal BHAZ,

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas