Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Mulher perdoa assassino do filho: “Não consigo ter rancor”



Dormitília Lopes, mãe do médico Andrade Santana, que foi encontrado morto em São Gonçalo dos Campos (BA), disse que perdoou o assassino de seu filho.

O corpo de Santana foi encontrado na última sexta-feira (28) no rio Jacuípe. Ao G1, a mãe da vítima narrou o encontro com Geraldo Freitas, que foi preso como principal suspeito do assassinato.

– Ele me abraçou, chorou comigo, dizia que sentia minha dor. Quando chegou algemado à delegacia com um casaco na cabeça, eu disse: “Júnior, tu matou meu filho, por que fez isso?”. Ele tentou balançar a cabeça com o casaco. Algumas pessoas gritavam “assassino”. Se a polícia não estivesse lá, tinham linchado ele – disse Dormitília.

Demonstrando fé e força, ela relatou que não consegue guardar rancor.

– Não consigo ter rancor, ódio nem desejo de vingança [pelo] assassino. Perdoei porque nosso único caminho é perdoar. Não existe outro caminho, se você quiser ir para o céu, se não for perdoar.

O enterro de Andrade Santana aconteceu no sábado (29), no Cemitério Paroquial de Araci. Ele era do Acre e se mudou para a Bahia em 2016. O último encontro dele com a mãe foi em 2019. Por conta da pandemia, Dormitília ficou sem ver o filho. Ela disse ainda que não conhecia Geraldo, que era amigo de Andrade.

– A gente conversava por mensagem. De vez em quando nos falávamos. Mas não me falou nada desse amigo. Veio para o Acre deixar um carro de presente do Dia das Mães, em 2019. Me casei de novo. Veio a pandemia, e [eu] não podia sair muito. Estava esperando meu esposo e eu nos vacinar para andar de novo. No final do ano de 2019, ele [Andrade] comprou as passagens para que eu fosse vê-lo. Fiquei uns oito dias porque ele estava muito cansado, não podia ficar muito comigo. Fiquei pouco tempo.

Por: Pleno news

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas