Page Nav

HIDE

Tarcísio: ‘A era de tratar bandido como parceiro vai acabar’

  Na noite desta segunda-feira (10), o candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que não aceitará “ter o ...

 

Na noite desta segunda-feira (10), o candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que não aceitará “ter o bandido em situação de vantagem em relação ao policial”. As declarações foram dadas durante um debate, na Band, com Fernando Haddad (PT), que também é candidato ao cargo. As informações são do R7.

A fala de Tarcísio surgiu após o petista fazer uma pergunta sobre segurança pública e o uso de câmeras nos uniformes dos policiais.

– A era de tratar o policial como suspeito e o bandido como parceiro vai acabar. Então, inicialmente, nós vamos trabalhar em coordenação, em conjunto com o governo federal, para monitorar pontos críticos, como aeroportos, como portos, que são pontos de chegada de drogas, de chegada de armas, de saída de drogas e que têm acessos que são estaduais. São instalações federais com acessos estaduais, e a atuação em conjunto é fundamental – respondeu.

O candidato do Republicanos disse ainda que pretende investir em tecnologia e valorizar os agentes.

– Nós vamos investir muito em tecnologia e vamos valorizar o corpo policial em todas as suas dimensões. Nós vamos aumentar o efetivo da Polícia Civil, o efetivo da Polícia Militar – falou.

E continuou:

– Com relação à política de câmeras, é o seguinte: nós não podemos ter o bandido em situação de vantagem em relação ao policial. Então, tirar a câmera é uma coisa já simbólica que mostra o seguinte: o estado está amparando esse policial. Nós não vamos mais admitir o crime no estado de São Paulo. É um recado aos criminosos – afirmou.

Por: Pleno.News