Page Nav

HIDE

Fifa reduz multa, mas Brasil x Argentina terá de acontecer

  A batalha de recursos fora de campo entre brasileiros e argentinos pelo jogo não realizado na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Elimi...

 

A batalha de recursos fora de campo entre brasileiros e argentinos pelo jogo não realizado na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, acabou sem vencedor O Comitê de Recursos da Fifa anunciou seu parecer nesta segunda-feira (9/5) mantendo as decisões já proferidas pelo Comitê Disciplinar na entidade, apenas com redução no valor das multas. A manutenção da partida foi confirmada, a contragosto de CBF e AFA.

O Brasil tem até o dia 22 de junho para detalhar horário e local da partida que deve ser realizada em setembro. O jogo original foi paralisado no dia 5 de setembro pela invasão do gramado por agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que acusaram os jogadores Emiliano Buendía, Emiliano Martínez, Giovani Lo Celso e Cristian Romero de desrespeitarem os protocolos de entrada no país – vinham da Inglaterra e tinham de cumprir um tempo de quarentena ignorado pelo quarteto.

“Depois de analisar as petições de ambas as partes e considerar todas as circunstâncias do caso, o Comitê de Recursos confirmou que a partida será disputada novamente e manteve a multa de CHF 50.000 que foi aplicada às duas federações, consequência da suspensão da partida”, informou o Comitê de Recursos da Fifa, revelando que a pena extra, de aproximadamente 50,7 mil dólares, é por causa dos prejuízos extras causados pelo abandono do jogo

“Depois de analisar as petições de ambas as partes e considerar todas as circunstâncias do caso, o Comitê de Recursos confirmou que a partida será disputada novamente e manteve a multa de CHF 50.000 que foi aplicada às duas federações, consequência da suspensão da partida”, informou o Comitê de Recursos da Fifa, revelando que a pena extra, de aproximadamente 50,7 mil dólares, é por causa dos prejuízos extras causados pelo abandono do jogo.

Metrópoles