Page Nav

HIDE

Árbitro saca arma e aponta para jogadores de futsal após jogo

  Um árbitro de futsal sacou uma arma e apontou para jogadores após uma partida de futsal amador na cidade de Rio Grande (RS ), na última qu...

 

Um árbitro de futsal sacou uma arma e apontou para jogadores após uma partida de futsal amador na cidade de Rio Grande (RS), na última quarta-feira (26). A ocorrência, que foi transmitida ao vivo pelas redes sociais, foi registrada na Polícia Civil, que investiga o caso.

Na transmissão, feita pela Rádio Tamandaré On-line, é possível ver um dos atletas do time É Us Guri, que havia sido expulso, reclamando com o árbitro Mauro Celso do lado de fora da quadra. O juiz então vai até o local e dá o que parece ser um tapa no alambrado, o que faz com que jogadores da equipe sigam em direção a Mauro para reclamar.

Após isso, o atleta expulso também ingressa na quadra e vai em direção ao juiz. Logo em seguida, Mauro então puxa a arma e desfere coronhadas em uma das pessoas que vai na direção dele, apontando, na sequência, o objeto para os demais jogadores.

Segundo a delegada Lígia Marques Furlanetto, diretora da Delegacia de Polícia Regional de Rio Grande, o árbitro é um policial militar. Por conta do fato, Lígia afirmou que foi instaurado um termo circunstanciado para apurar possível crime de lesão corporal. O caso foi encaminhado para a 3ª Delegacia de Polícia de Rio Grande.

– Tem um termo circunstanciado instaurado para apurar o crime de lesão corporal. Eu confirmo que foi um policial militar que teria desferido as agressões. Ele registrou uma ocorrência de ameaça contra a vítima de lesão corporal – diz.

Nas redes sociais, a equipe É Us Guri disse que dois atletas foram atingidos por coronhadas. Um deles teria levado três pontos na cabeça e o outro teria desmaiado enquanto era levado para uma unidade de saúde. Na publicação, a equipe também repudiou o ato do árbitro da partida.

– Nós, do time do É Us Guri, repudiamos tal ato do árbitro. O mesmo deveria ser a pessoa a acalmar os ânimos de todos envolvidos e não tomar essa atitude equivocada e muito errada. Nós temos total ciência de que nosso atleta que foi expulso estava xingando o juiz pelo lado de fora da quadra, porém nada justifica tal ato – completou.

Por; Pleno.News