Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Ataque a bancos em cidade do interior de SP deixa três mortos

 


Bandidos fortemente armados atacaram agências bancárias no Centro da cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, no início da madrugada desta segunda-feira (30). Em meio ao fato, pelo menos três pessoas morreram, segundo a Polícia Civil, sendo dois moradores e um criminoso. As autoridades ainda não informaram as circunstâncias das mortes. Duas pessoas foram presas.

De acordo com a Polícia Militar, o grupo criminoso atacou três agências bancárias. Após o ataque, os criminosos abordaram pedestres e motoristas e os fizeram reféns na cidade. A quadrilha também cercou bases da Polícia Militar e viaturas. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, pessoas são usadas como “escudo humano” dos criminosos e sobre carros.

Para monitorar a movimentação policiais, os criminosos contaram com o auxílio de drone. Os bandidos ainda fecharam algumas entradas da cidade para evitar que equipes chegassem ao local dos crimes, segundo a polícia. Após o fato, moradores também relataram que encontraram explosivos e munições nas ruas da cidade.

Em razão do ocorrido, a Polícia Militar isolou algumas ruas da cidade e orientou que os moradores de Araçatuba não saiam de casa até que a situação esteja controlada, pois há explosivos espalhados pela cidade e que podem ser acionados por calor ou movimento.

– É uma sensação horrível, um horror. Moro a poucas quadras do Centro. Ouvi todos os tiros, acompanhando através de vídeos. Não saí de casa e peço à população que fique em casa – disse o prefeito Dilador Borges.

ATAQUE EM EMPRESA DE VALORES EM 2017
O terror registrado nesta madrugada na cidade do interior paulista já havia sido vivido pelos moradores há quatro anos. Em 2017, Araçatuba foi alvo de um mega-assalto a uma empresa de valores da cidade. Na época, cerca de 30 criminosos incendiaram veículos para bloquear a saída de viaturas do quartel da Polícia Militar, que fica perto do local do roubo.

O policial civil André Luís Ferro da Silva, do Grupo de Operações Especiais (GOE), estava de folga no dia e foi baleado durante a ação e morreu. Além do policial, duas mulheres ficaram feridas durante a ação atingidas por estilhaços de balas.

Os criminosos também usaram um caminhão canavieiro para bloquear a pista da Rodovia Marechal Rondon, no sentido Birigui (SP) a Araçatuba. O grupo rendeu o motorista e deixou o veículo atravessado na pista, depois o incendiaram, impedindo a chegada da polícia.

Em 27 de agosto de 2018, o Ministério Público denunciou um total de 18 pessoas, sendo que 15 por latrocínio consumado, latrocínios tentados, incêndio e explosão. Outros três, além desses crimes, por associação criminosa.

Por: Pleno News

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas