Ticker

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Hospital de Campanha de Ceilândia pronto para receber pacientes



O terceiro hospital de campanha para atender pacientes diagnosticados com covid-19 foi entregue nesta terça-feira (25), em Ceilândia. A unidade foi construída na Escola Parque Anísio Teixeira e tem 100 leitos equipados para reforçar o combate ao coronavírus no Distrito Federal. O investimento para a montagem do espaço foi de R$ 6,5 milhões, gerando 100 oportunidades de emprego.
“Estamos vivendo um momento de muita dificuldade, mas estou feliz por darmos mais uma oportunidade de as pessoas se tratarem no Distrito Federal. Hospital de campanha é sinônimo de emergência, de cuidado emergencial. É aquilo que nenhum governante gostaria de estar instalando, mas já são 300 leitos, e renovaremos outros 270 para tirar as pessoas dos hospitais e retomar as cirurgias eletivas”, destacou o governador Ibaneis Rocha.

Durante o evento, o chefe do Executivo lembrou que, além da saúde, o governo segue investindo em outras áreas. “As obras não pararam. Continuamos reformando escolas, construindo unidades básicas de saúde, sete unidades de pronto atendimento, cuidando da infraestrutura da cidade. São mais de 30 mil pessoas empregadas. Temos cuidado das pessoas também, beneficiando 35 mil beneficiários com o programa Prato Cheio”, comentou Ibaneis Rocha.

O projeto foi desenvolvido pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), em parceria com a Secretaria de Saúde, com o objetivo de resguardar a segurança das equipes e dos pacientes – evitando contaminação do vírus. “Foi um desafio construir três hospitais de campanha em pouco tempo, mas hoje entregamos a terceira unidade com equipamentos modernos para atender os pacientes com covid-19”, disse o presidente da Novacap, Fernando Leite.

O secretário adjunto de Gestão em Saúde, Artur Felipe Siqueira, ressaltou a dedicação do governo local para garantir assistência à população em meio à pandemia. “Agora, enquanto população, precisamos manter os cuidados, como distanciamento social, o uso do álcool gel e máscara para que juntos continuemos combatendo o coronavírus”, reforçou.

“O Governo do Distrito Federal não tem parado de medir esforços para dar saúde de qualidade à população da capital”, elogiou a parlamentar Celina Leão. “Nós, como deputados federais, continuamos apoiando a gestão para dar condições para que as pessoas sejam atendidas.”

Também participaram do evento o vice-governador, Paco Britto; o secretário de Governo, José Humberto e o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí.

Infraestrutura

Hospital vai atender 100 pessoas vítimas de covid-19; juntas, as três unidades de campanha têm capacidade para 300 pacientes e vão desafogar a rede para cuidar de outras doenças | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O Hospital de Campanha de Ceilândia foi construído pela DMDL Montagens de Stands Ltda e conta com cinco alas que comportam 20 leitos cada, com suporte de diálise, monitores paramétricos e bombas de infusão que conduzem drogas vasoativas. A unidade possui salas de triagem, de procedimentos invasivos, de insumos, de descompressão, de raios-X e de tomografias, além de farmácias e pontos de hemodiálise.

Há também área de desembarque de ambulâncias, espaços de descanso para médicos e enfermeiros, banheiros adaptados para Pessoas com Necessidades Especiais (PNE), copa, necrotério e setores administrativo, de TI e de manutenção. Todos os ambientes contam com sistema de ar-condicionado e renovação de ar.

A Mediall Brasil será responsável pelo gerenciamento técnico, assistência multiprofissional (de forma ininterrupta), com manutenção e insumos necessários para o funcionamento dos equipamentos (incluindo computadores e impressoras) e atendimento dos pacientes (medicamentos, materiais médico-hospitalares, gases medicinais e esterilização de equipamentos e materiais, alimentação, nutrição enteral e parenteral).

O valor total do contrato para administrar os três hospitais de campanha é de R$ 199.400.400, sendo R$ 66.466.800 por unidade. O pagamento será realizado por diária – R$ 3.692,60. O montante ficou abaixo do estimado pela pasta, gerando uma economia de R$ 81 mil para os cofres públicos.

Gama e Plano Piloto

Outros dois hospitais de campanha foram entregues este mês: o do Gama e o do Autódromo Internacional de Brasília. Juntas, as unidades somam 200 leitos para cuidar de pessoas infectadas pelo coronavírus. A construção de cada um dos espaços custou R$ 6,5 milhões cada.

POR: ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: MÔNICA PEDROSO

Postar um comentário

0 Comentários

Páginas