Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Deputado vai denunciar Nego Di, Projota, Karol Conká e Lumena ao MP e à Polícia Civil

O deputado estadual Atila Nunes (MDB), conhecido defensor das religiões de matrizes africanas, anunciou, nesta quarta-feira (10), que vai de...




O deputado estadual Atila Nunes (MDB), conhecido defensor das religiões de matrizes africanas, anunciou, nesta quarta-feira (10), que vai denunciar ao Ministério Público os participantes do “BBB21” Nego Di, Projota, Karol Conká e Lumena por vilipêndio religioso, crime caracterizado no Código Penal.

Na última segunda-feira, o quarteto causou revolta nas redes sociais e foi acusado de intolerância religiosa por ter ironizado o orixá Xangô. Em conversa no quarto, Nego Di fez um trocadilho desrespeitoso com a entidade. Lumena é candomblecista e, junto com seus amigos, ironizou a umbanda, religião de Lucas Penteado.

“Eu xangôzei”, disse o humorista. “Cheguei a xangôzar no quarto, vei. Ave, Maria”, completou. Depois, foi a vez de Karol Conká. “Você falando é muito engraçado. ‘Eu chamei Xangô, véi’”, disse a rapper, imitando Lumena.

Apesar de estarem ridicularizando uma religião de matriz africana, Lumena caiu na gargalhada com todos os outros. Ela ainda lembrou uma conversa que teve com Lucas. “Eu xangozei. Eu estou pelo certo com meu orixá, você está pelo errado. Ele está te abandonando”, disse a baiana.

O deputado disse que também vai pedir à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) para requisitar as gravações.

“As referências extremamente ofensivas, acompanhadas de chacotas dos quatro participantes a uma entidade das religiões de matrizes africanas, estimulam o preconceito e os ataques à umbanda e ao candomblé. Dificilmente eles se refeririam dessa forma a Nossa Senhora ou à Biblia”, disse.

Por Terra Brasil Notícias 

Nenhum comentário

Publicidade rodapé