Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Cão de casal assassinado sobrevive a tiro e policiais fazem vaquinha por cirurgia

Na QN 16 do Riacho Fundo 2. De acordo com as investigações preliminares, o crime aconteceu entre 12h20 e 12h30 desta segunda-feira (15/2). A...




Na QN 16 do Riacho Fundo 2. De acordo com as investigações preliminares, o crime aconteceu entre 12h20 e 12h30 desta segunda-feira (15/2). As vítimas são Thiago Duarte Neto, 24 anos, natural de Goiânia; e Talita Souza Mendonça, 23, natural de Caldas Novas. O casal morava há quatro meses em um apartamento alugado do Riacho Fundo.

A possível motivação do crime foi um acerto de contas. Segundo a Polícia Civil, Thiago tinha passagem pela polícia no estado de Goiás por roubo e tráfico de drogas.

O casal foi seguido por um carro preto até o local onde morava. Quando estacionaram, dois integrantes desceram do veículo perseguidor e dispararam uma rajada de 20 a 30 tiros com uma pistola. No colo de Talita, o cachorro do casal, um Shih-tzu, também foi atingido.

A princípio, os policiais pensaram que o animal estivesse morto. No entanto, a soldado Alessandra da polícia Militar, no momento que se aproximou do local para fazer o registro fotográfico da cena para a ocorrência, percebeu que o cachorro ainda respirava.

“Quando cheguei perto da vítima, eu vi que o cachorro estava respirando. Chamei um colega para ajudar e a viatura que estava de apoio levou o animal para a clínica veterinária, onde ele está em tratamento. Ele vai ser operado, pois foi atingido no maxilar. Organizamos inclusive uma vaquinha para pagar o atendimento”, conta a soldado.

No momento em que a equipe do Correio conversou com a soldado Alessandra, a vaquinha havia inclusive ultrapassado o valor necessário para o atendimento do animal.

Por Correio Braziliense

Nenhum comentário

Publicidade rodapé