Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Revista conta detalhes sórdidos das denúncias de assédio sexual de Marcius Melhem da Globo a Dani Calabresa

Em matéria publicada nesta sexta-feira (4), a revista piauí relata situações de assédio moral e sexual cometidos por Marcius Melhem contra D...



Em matéria publicada nesta sexta-feira (4), a revista piauí relata situações de assédio moral e sexual cometidos por Marcius Melhem contra Dani Calabresa e outras atrizes do Departamento de Humor da TV Globo. A publicação ressalta que as denúncias foram divulgadas originalmente por este colunista, o que fez com que o caso ganhasse evidência e fosse investigado pela emissora. O site da publicação chegou a sair do ar devido a quantidade de acessos.

Calabresa não se manifestou publicamente sobre o caso em nenhum momento, mas sua história está contada em detalhes na matéria da piauí. A atriz sofreu diversos assédios e boicotes por parte de Melhem, que era seu chefe na época como coordenador do Departamento de Humor. A revista ouviu 43 pessoas, entre vítimas e testemunhas, para a reportagem e descreveu casos que aconteceram entre os anos de 2015 e 2019.

Abalada, Calabresa deixou o elenco do Zorra e foi aconselhada por Daniela Ocampo, supervisora geral do Departamento de Humor da TV Globo, a fazer terapia e viajar para relaxar. A atriz, então, decidiu levar sua denúncia para o Desenvolvimento e Acompanhamento Artístico, que recebe e investiga as reclamações dos artistas, e não obteve o resultado esperado.

Em seguida, Calabresa pediu uma reunião com Carlos Henrique Schroder, diretor-executivo de Criação e Produção de Conteúdo da TV Globo, ou seja, o mais alto escalão da emissora. Na época, a notícia já havia sido publicada na Coluna Leo Dias e o caso era público. Ocampo pediu que a equipe do Zorra assinasse uma carta em apoio à Melhem negando qualquer assédio nos bastidores.

A carta foi uma derrota para Calabresa e fez com que Melhem ficasse fortalecido. A piauí teve acesso a um áudio no qual o humorista dizia que a atriz havia se dado bem na emissora após as denúncias: “Ainda ganha um quadro no Se Joga e um programa no GNT. O que mais você quer, filha, para calar a boca?”, perguntou ele, como se estivesse se dirigindo a ela.

Mais denúncias

Pelo menos mais cinco mulheres denunciaram Melhem no compliance da TV Globo por assédio sexual. Em março, ele pediu afastamento da emissora por quatro meses para acompanhar sua filha em um tratamento de saúde nos Estados Unidos. Em agosto, um comunicado foi divulgado anunciando a saída definitiva do humorista do canal, sem que os casos de assédio fossem citados.

Os envolvidos nas denúncias se sentiram decepcionados. As vítimas se uniram e procuraram a advogada Mayra Cotta para receber orientação jurídica de como proceder com a emissora e tentar receber o relatório do compliance. Trinta profissionais do Departamento de Humor assinaram um email enviado a Schroeder relatando a insatisfação com a forma como o caso foi encerrado.

Em entrevista à piauí, o presidente-executivo da TV Globo, Jorge Nóbrega, admitiu que a emissora está estudando a possibilidade de dar retornos da melhor maneira sobre futuros casos de assédio. As vítimas de Melhem agora querem reparação e responsabilização e esperam que a razão do afastamento do humorista da TV Globo seja informada publicamente.

Nenhum comentário

Publicidade rodapé