Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Pastor que “orou” por morte de Paulo Gustavo será processado

Grupos defensores de direitos humanos, LGBTQIA+ e simpatizantes decidiram processar o pastor José Olímpio, de Alagoas, por homofobia. De aco...



Grupos defensores de direitos humanos, LGBTQIA+ e simpatizantes decidiram processar o pastor José Olímpio, de Alagoas, por homofobia. De acordo com as entidades, um boletim de ocorrência será registrado nesta terça-feira (20).  O ator e humorista está internado há pouco mais de um mês com Covid-19, e seu estado é crítico.

Em um manifesto, as organizações pedem que “crimes como estes, motivados motivados por homofobia, sejam enquadrados da tipificação da LGBTfobia, na lei de combate ao racismo de n. 7.716/2018, e que punições mais rigorosas e severas sejam tomadas contra condutas homofóbicas e atos discriminatórios como o em questão”.

– Ele está declarando-se um genocida, independente da fama do ator Paulo Gustavo. Qualquer pessoa merece viver, ninguém merece a morte. Nesse sentido, a Aliança já, além das cartas de repúdio, provocou o Ministério Público, estamos estudando todas as formas de processá-lo, e que o mesmo seja punido na forma da Lei. A liberdade de expressão não é irrestrita, ela deve respeitar a dignidade humana, que passa pelo direito à vida – disse Dr. Toni Reis, diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI.

O Ministério Público também foi acionado para mover uma ação civil pública em desfavor do pastor, além de acompanhar o caso.

Até o momento, a Assembleia de Deus de Alagoas preferiu não se pronunciou sobre o ocorrido.

Por: Pleno news

Nenhum comentário

Publicidade rodapé