Page Nav

HIDE

Ceilândia recebe operação DF Livre de Carcaças

Com a ação ocorrida nesta quinta-feira (15), em Ceilândia, chega a 572 o número de veículos abandonados retirados das ruas do Distrito Feder...




Com a ação ocorrida nesta quinta-feira (15), em Ceilândia, chega a 572 o número de veículos abandonados retirados das ruas do Distrito Federal, por meio da operação DF Livre de Carcaças, iniciada em fevereiro do ano passado. A previsão era que hoje 30 carcaças fossem encaminhadas para o depósito, mas, com a ação educativa das equipes em campo, 15 carros foram retirado pelos proprietários e colocados em locais adequados. Desta forma, quinze carcaças foram para o depósito.

A ação integra a série de medidas adotadas pelo GDF para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti – transmissor de dengue, zika e chikungunya. Sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a ação reúne as secretarias de Cidades, Executiva de Políticas Públicas e DF Legal, o Departamento de Trânsito (Detran) e a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). A Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) da Secretaria de Saúde (SES), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) também integram a DF Livre de Carcaças, que, nesta quinta-feira (15), contou ainda com o apoio da Divisão de Operações Especiais (DOE), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).


O material recolhido é levado para o depósito do 3º Distrito Rodoviário, do DER/DF, onde os agentes de Vigilância Ambiental aplicam soluções na água parada e fazem o controle vetorial.“Esta é uma operação pioneira que compactua com as ações de combate à dengue do GDF e mostra o comprometimento dos envolvidos. Retirar os materiais das ruas também contribui para o aumento da sensação de segurança da população, pois os carros abandonados podem servir como ponto para venda e uso de drogas. Somente neste primeiro trimestre, já são 150 veículos encaminhados para o depósito”, avalia o secretário de Segurança, delegado Júlio Danilo.

O administrador regional da cidade, Marcelo Piauí, elogiou a ação. “Agradeço à Secretaria de Segurança e aos demais órgãos envolvidos não só por deixar nossa cidade mais limpa e mais bonita, mas também pelo trabalho de excelência que tem sido realizado em todo o Distrito Federal”.

O material recolhido é levado para o depósito do 3º Distrito Rodoviário, do DER/DF, onde os agentes de Vigilância Ambiental aplicam soluções na água parada e fazem o controle vetorial.

Para contribuir com a identificação desses materiais, basta enviar uma mensagem por e-mail, com informações que facilitem a localização dos entulhos.

Ação pioneira

DF Livre de Carcaças teve início em fevereiro de 2020 e já ocorreu em Samambaia, Candangolândia, Guará, Sudoeste, Taguatinga, SIA, Plano Piloto, Paranoá, Ceilândia, Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Sobradinho, São Sebastião, Núcleo Bandeirante, Arniqueira, Riacho Fundo II, Cruzeiro e Planaltina. Também foram contempladas as faixas de domínio do DER, pátios da 6ª, 15ª e 19ª delegacias de polícia e Setor de Oficinas Sul (SOF).

*Com informações da SSP