Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Publicidade abaixo de destaque

Juiz de Minas Gerais dá 72 horas para O Presidente da República explicar troca na Petrobras

O juiz André Prado de Vasconcelos, da 7ª Vara Federal Cível de Minas Gerais, deu um prazo de 72 horas para que Jair Bolsonaro explique a tro...




O juiz André Prado de Vasconcelos, da 7ª Vara Federal Cível de Minas Gerais, deu um prazo de 72 horas para que Jair Bolsonaro explique a troca de comando da Petrobras.

O pedido de manifestação está em uma ação popular, com pedido de liminar, que tenta impedir a saída de Roberto Castello Branco. A ação foi impetrada pelos advogados Gabriel Senra da Cunha Pereira e Daniel Perrelli.

“Intimem-se os réus tão-somente para manifestação, no prazo de 72 horas, sobre o pedido de liminar, articulando, de forma concisa e objetiva, as razões e argumentos que entender pertinentes e relevantes à discussão da causa”, escreveu o magistrado.

8 comentários

  1. Era só o que faltava! Anos e anos e Brasil sendo roubado, destruído e nenhuma autoridade se preocupou com troca troca de ministros e diretores. A Petrobras foi o órgão mais afetado e ninguém se preocupava com isso. Fala sério Excelência! Eu lhe pergunto o senhor colocaria alguém para trabalhar como assessor se vc não confiasse mais? O Bolsonaro está certo em ter trocado esse diretor e quem mais ele quiser trocar. Vai atrás dos ladroes, traficantes corruptos que é melhor

    ResponderExcluir
  2. E muita falta do que fazer em ecelencia /vá atrás de prender os bandidos q roubaram o nosso país.

    ResponderExcluir
  3. Esse juiz só pode ser um esquerdopata desesperado

    ResponderExcluir
  4. Quando o PT saqueava a Petrobrás e o BNDES esse juiz estava onde?

    ResponderExcluir
  5. Brincadeira, esse juiz deve esta mamando em alguma teta na Petrobras, em vez de ajudar eles atrapalham o bom andamento do Brasil.

    ResponderExcluir
  6. Uma nação repleta em articulações, mergulhada em falcatruas. O combustível originado no solo e mares brasileiros.Vendido por quem o produz a preços inferiores ao cobrado no Brasil, para países diversos. Criando desespero na nação,esfolando o povo brasileiro, com aumentos constantes. Só aí já justifica um novo gerenciador geral

    ResponderExcluir

Publicidade rodapé